Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 19 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Famílias do Pq.S.Bernardo recebem moradia após oito anos

Nario Barbosa/DGABC  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Prefeitura entregou ontem 32 apartamentos do Condomínio Nova Tulipa, na Rua Luiz Pequini


Bia Moço
Do Diário do Grande ABC

12/01/2019 | 07:00


 Após oito anos de espera, 32 famílias da região do Parque São Bernardo, em São Bernardo, finalmente puderam comemorar a entrega da sonhada casa própria. Elas receberam das mãos do prefeito Orlando Morando (PSDB) escrituras e chaves das unidades habitacionais do condomínio Nova Tulipa, na Rua Luiz Pequini, na noite de ontem.

Embora a ordem de serviço para a construção do prédio tenha sido assinada em 2011, ainda na gestão Luiz Marinho (PT), as obras só começaram em setembro de 2017. A partir de terça-feira, os moradores serão chamados pela Secretaria de Habitação da cidade para dar início ao processo de mudança para as unidades.

O prédio, de cor azul, comporta 32 apartamentos de 42 metros quadrados. Em área privada, os moradores contam com cozinha, lavanderia, sala de estar, dois quartos e banheiro. A população terá ainda área de lazer com playground para as crianças e espaço de convivência.

O projeto faz parte do programa Minha Casa, Minha Vida. Ao todo, o investimento foi de R$ 1,35 milhão, sendo 69% por parte do governo federal, via FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço), e 31% de contrapartida da Prefeitura.

A conclusão do edifício, realizada em 18 meses, é avaliada pelo prefeito como marco do início das entregas habitacionais na cidade. “O prédio que estamos entregando hoje (ontem) faz parte do pacote de cinco edifícios de moradias populares em construção no Parque São Bernardo. Juntos, os conjuntos habitacionais ampliarão a oferta de moradia na cidade em 156 unidades”, ressaltou.

As famílias contempladas moravam na área considerada de risco, em barracos. Quando retiradas do local, foram incluídas no programa de bolsa-aluguel, que paga todo dia 13 o valor de R$ 315.

O secretário de Habitação de São Bernardo, João Abukater Neto, destacou a participação da comunidade para retomada da obra e fez apelo para que os proprietários não façam venda da unidade recebida. “Não tem alegria maior do que entregar uma casa para uma família. Cuidem deste espaço e façam as melhorias para que se transforme em lar. Não vendam o apartamento de vocês e valorizem essa conquista.”

 

NOVIDADES

De acordo com o chefe do Executivo, até a segunda quinzena de fevereiro serão entregues outras 85 unidades do programa, no Jardim Silvina Audi, que está em fase de aprovação e licenciamento do Corpo de Bombeiros.

Morando confirmou ainda que o Conjunto Independência, no Montanhão, será entregue até o fim do primeiro semestre, com 420 apartamentos.

Além disso, também houve retomada de obras em prédios no bairro Divinéia. “Todo esse processo é muito moroso. É muito mais fácil pegar uma obra para iniciar do que um contrato parado. Mas temos ainda outros projetos, que conseguimos aprovar no ano assado junto ao governo federal, e vamos dar início ainda neste ano de 2019”, prometeu Morando.

 

Fim da espera pela casa própria é vista como alívio pelos beneficiados

 

Oito anos de angústia. Foi assim que a fiscal Daniela Correia, 33 anos, e seu marido, o gravador de vidro Vicente João Veloso, 43, definiram o que viveram no período em que tiveram de aguardar pela concretização do sonnho da casa própria. A espera “interminável”, como relataram, chegou ao fim ontem, com a entrega do Condomínio Nova Tulipa, no Parque São Bernardo.

Quem gostou mesmo da novidade foi o filho deles, João Victor, 3, que está ansioso para ter seu quarto “verde” com decoração de seu personagem favorito da Diney, o Mickey. “Hoje pagamos R$ 750 de aluguel. Com a bolsa (auxílio-moradia) que recebemos, ainda temos de inteirar o valor com R$ 435, o que aperta nossa renda. Receber essa chave é uma grande vitória. Demorou, mas chegou”, explicou Daniela.

Já o grafista Darci Arruda, 46, já projeta a reforma do apartamento. “Esperei dois anos e meio por essa chave, mas a unidade é entregue no cimento. Fico receoso em como preparar a casa para poder me mudar com meu filho.”



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Famílias do Pq.S.Bernardo recebem moradia após oito anos

Prefeitura entregou ontem 32 apartamentos do Condomínio Nova Tulipa, na Rua Luiz Pequini

Bia Moço
Do Diário do Grande ABC

12/01/2019 | 07:00


 Após oito anos de espera, 32 famílias da região do Parque São Bernardo, em São Bernardo, finalmente puderam comemorar a entrega da sonhada casa própria. Elas receberam das mãos do prefeito Orlando Morando (PSDB) escrituras e chaves das unidades habitacionais do condomínio Nova Tulipa, na Rua Luiz Pequini, na noite de ontem.

Embora a ordem de serviço para a construção do prédio tenha sido assinada em 2011, ainda na gestão Luiz Marinho (PT), as obras só começaram em setembro de 2017. A partir de terça-feira, os moradores serão chamados pela Secretaria de Habitação da cidade para dar início ao processo de mudança para as unidades.

O prédio, de cor azul, comporta 32 apartamentos de 42 metros quadrados. Em área privada, os moradores contam com cozinha, lavanderia, sala de estar, dois quartos e banheiro. A população terá ainda área de lazer com playground para as crianças e espaço de convivência.

O projeto faz parte do programa Minha Casa, Minha Vida. Ao todo, o investimento foi de R$ 1,35 milhão, sendo 69% por parte do governo federal, via FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço), e 31% de contrapartida da Prefeitura.

A conclusão do edifício, realizada em 18 meses, é avaliada pelo prefeito como marco do início das entregas habitacionais na cidade. “O prédio que estamos entregando hoje (ontem) faz parte do pacote de cinco edifícios de moradias populares em construção no Parque São Bernardo. Juntos, os conjuntos habitacionais ampliarão a oferta de moradia na cidade em 156 unidades”, ressaltou.

As famílias contempladas moravam na área considerada de risco, em barracos. Quando retiradas do local, foram incluídas no programa de bolsa-aluguel, que paga todo dia 13 o valor de R$ 315.

O secretário de Habitação de São Bernardo, João Abukater Neto, destacou a participação da comunidade para retomada da obra e fez apelo para que os proprietários não façam venda da unidade recebida. “Não tem alegria maior do que entregar uma casa para uma família. Cuidem deste espaço e façam as melhorias para que se transforme em lar. Não vendam o apartamento de vocês e valorizem essa conquista.”

 

NOVIDADES

De acordo com o chefe do Executivo, até a segunda quinzena de fevereiro serão entregues outras 85 unidades do programa, no Jardim Silvina Audi, que está em fase de aprovação e licenciamento do Corpo de Bombeiros.

Morando confirmou ainda que o Conjunto Independência, no Montanhão, será entregue até o fim do primeiro semestre, com 420 apartamentos.

Além disso, também houve retomada de obras em prédios no bairro Divinéia. “Todo esse processo é muito moroso. É muito mais fácil pegar uma obra para iniciar do que um contrato parado. Mas temos ainda outros projetos, que conseguimos aprovar no ano assado junto ao governo federal, e vamos dar início ainda neste ano de 2019”, prometeu Morando.

 

Fim da espera pela casa própria é vista como alívio pelos beneficiados

 

Oito anos de angústia. Foi assim que a fiscal Daniela Correia, 33 anos, e seu marido, o gravador de vidro Vicente João Veloso, 43, definiram o que viveram no período em que tiveram de aguardar pela concretização do sonnho da casa própria. A espera “interminável”, como relataram, chegou ao fim ontem, com a entrega do Condomínio Nova Tulipa, no Parque São Bernardo.

Quem gostou mesmo da novidade foi o filho deles, João Victor, 3, que está ansioso para ter seu quarto “verde” com decoração de seu personagem favorito da Diney, o Mickey. “Hoje pagamos R$ 750 de aluguel. Com a bolsa (auxílio-moradia) que recebemos, ainda temos de inteirar o valor com R$ 435, o que aperta nossa renda. Receber essa chave é uma grande vitória. Demorou, mas chegou”, explicou Daniela.

Já o grafista Darci Arruda, 46, já projeta a reforma do apartamento. “Esperei dois anos e meio por essa chave, mas a unidade é entregue no cimento. Fico receoso em como preparar a casa para poder me mudar com meu filho.”

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;