Fechar
Publicidade

Sábado, 23 de Março

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

GCM que morreu após cair em buraco em São Caetano será enterrado neste sábado

Tragédia ocorreu em trecho da Av.Fernando Simonsen; tempestade causou outros estragos na região


Do dgabc.com.br

11/01/2019 | 09:18


Atualizada às 13h34

O GCM (guarda-civil municipal) de São Caetano José Florêncio da Silva, 57 anos, morreu após cair com sua moto em um buraco em frente ao Parque Chico Mendes durante tempestade na madrugada desta sexta-feira (11). Silva tinha 57 anos e deixa um filho de 21. Há 23 ele trabalhava na corporação. Seu corpo será velado no Hospital São Caetano a partir das 14h. O enterro está marcado para este sábado, às 8h30, no Cemitério da Saudade. 

O acidente ocorreu em trecho da Avenida Fernando Simonsen, onde, de acordo com a Saesa (Sistema de Água, Esgoto e Saneamento Ambiental), foi realizado reparo no sistema de drenagem urbana. Segundo nota enviada pela autarquia, a obra teve início na quarta-feira (9) e terminou nesta quinta-feira (10), por volta das 16h30. O local foi tampado com terra compactada e britas, procedimento padrão, e o asfaltamento estava agendado para as 8h desta sexta-feira (11). Porém, devido à forte chuva, o reparo cedeu. 

Além da tragédia, outras ocorrências foram observadas no Grande ABC. Ainda em São Caetano, houve alagamento na região do Cemitério Vertical, próximo à Estrada das Lágrimas. O Paço informou que foi registrada queda de árvore no estacionamento do Hipermercado Extra, que atingiu dois veículos e não deixou vítimas, e queda de árvore de pequeno porte no bairro Prosperidade.

Em Santo André, foi registrado escorregamento de um jazigo (imagem abaixo) que já estava vazio desde o último episódio de desabamento de parte do muro no dia 23 de novembro no Cemitério da Vila Pires. Na ocorrência do ano passado, algumas covas chegaram a ficar abertas. De acordo com a vizinhança, na ocasião, foi possível ver restos mortais sendo arrastados pela água da enxurrada. A Prefeitura informou que trabalha no local desde então na construção de um novo muro, com reforços estruturais e realização de obras de drenagem para sanar de vez o problema.

A Avenida Lauro Gomes, ainda em Santo André, registrou alagamento e foi a única via afetada no município, de acordo com o Paço. Houve problemas em semáforos, em especial em dois cruzamentos ainda em manutenção na Avenida Santos Dumont com Rua Tamoios e no acesso para a Rua Guilherme Marconi. Além disso, árvore caiu nas ruas Javaés e Júpiter.

Em São Bernardo, por volta das 9h desta sexta-feira (11), a Avenida Lions ainda registrava ponto de alagamento em direção à Via Anchieta. Os carros eram obrigados a trafegar apenas por uma faixa, o que causou congestionamento acima da média para o horário.

Já em Diadema, foi registrado alagamento intransitável no cruzamento da Avenida Fábio Eduardo Ramos Esquível com a Piraporinha. Na Avenida Alda, o nível da água aumentou. Houve queda de árvore na Rua Manoel da Nóbrega e queda de andaime na Rua Graciosa. A Prefeitura disse que equipes da Defesa Civil e Transportes estiveram nos locais para liberação das vias e que não houve vítimas.

Ribeirão Pires registrou uma ocorrência de alagamento na Rua José Mortari e inundação residencial na Rua Ciríaco Grizanti. No total, 11 árvores caíram na cidade.

(Foto: Denis Maciel)



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

GCM que morreu após cair em buraco em São Caetano será enterrado neste sábado

Tragédia ocorreu em trecho da Av.Fernando Simonsen; tempestade causou outros estragos na região

Do dgabc.com.br

11/01/2019 | 09:18


Atualizada às 13h34

O GCM (guarda-civil municipal) de São Caetano José Florêncio da Silva, 57 anos, morreu após cair com sua moto em um buraco em frente ao Parque Chico Mendes durante tempestade na madrugada desta sexta-feira (11). Silva tinha 57 anos e deixa um filho de 21. Há 23 ele trabalhava na corporação. Seu corpo será velado no Hospital São Caetano a partir das 14h. O enterro está marcado para este sábado, às 8h30, no Cemitério da Saudade. 

O acidente ocorreu em trecho da Avenida Fernando Simonsen, onde, de acordo com a Saesa (Sistema de Água, Esgoto e Saneamento Ambiental), foi realizado reparo no sistema de drenagem urbana. Segundo nota enviada pela autarquia, a obra teve início na quarta-feira (9) e terminou nesta quinta-feira (10), por volta das 16h30. O local foi tampado com terra compactada e britas, procedimento padrão, e o asfaltamento estava agendado para as 8h desta sexta-feira (11). Porém, devido à forte chuva, o reparo cedeu. 

Além da tragédia, outras ocorrências foram observadas no Grande ABC. Ainda em São Caetano, houve alagamento na região do Cemitério Vertical, próximo à Estrada das Lágrimas. O Paço informou que foi registrada queda de árvore no estacionamento do Hipermercado Extra, que atingiu dois veículos e não deixou vítimas, e queda de árvore de pequeno porte no bairro Prosperidade.

Em Santo André, foi registrado escorregamento de um jazigo (imagem abaixo) que já estava vazio desde o último episódio de desabamento de parte do muro no dia 23 de novembro no Cemitério da Vila Pires. Na ocorrência do ano passado, algumas covas chegaram a ficar abertas. De acordo com a vizinhança, na ocasião, foi possível ver restos mortais sendo arrastados pela água da enxurrada. A Prefeitura informou que trabalha no local desde então na construção de um novo muro, com reforços estruturais e realização de obras de drenagem para sanar de vez o problema.

A Avenida Lauro Gomes, ainda em Santo André, registrou alagamento e foi a única via afetada no município, de acordo com o Paço. Houve problemas em semáforos, em especial em dois cruzamentos ainda em manutenção na Avenida Santos Dumont com Rua Tamoios e no acesso para a Rua Guilherme Marconi. Além disso, árvore caiu nas ruas Javaés e Júpiter.

Em São Bernardo, por volta das 9h desta sexta-feira (11), a Avenida Lions ainda registrava ponto de alagamento em direção à Via Anchieta. Os carros eram obrigados a trafegar apenas por uma faixa, o que causou congestionamento acima da média para o horário.

Já em Diadema, foi registrado alagamento intransitável no cruzamento da Avenida Fábio Eduardo Ramos Esquível com a Piraporinha. Na Avenida Alda, o nível da água aumentou. Houve queda de árvore na Rua Manoel da Nóbrega e queda de andaime na Rua Graciosa. A Prefeitura disse que equipes da Defesa Civil e Transportes estiveram nos locais para liberação das vias e que não houve vítimas.

Ribeirão Pires registrou uma ocorrência de alagamento na Rua José Mortari e inundação residencial na Rua Ciríaco Grizanti. No total, 11 árvores caíram na cidade.

(Foto: Denis Maciel)

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;