Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 21 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Ciro Gomes diz que Ceará está ganhando batalha contra o crime organizado

Leo Canabarro Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


09/01/2019 | 16:02


O ex-ministro Ciro Gomes (PDT-CE) disse nesta quarta-feira, 9, em entrevista à Rádio Assunção, de Fortaleza, que "o Ceará está ganhando a batalha" contra o crime organizado. O Estado vive uma onda de violência que chegou hoje ao oitavo dia seguido, com ataques diversos.

Ciro disse que a lei brasileira é "fraca diante dessa novidade que é o crime organizado", mas que o governo do Ceará, comandado pelo petista Camilo Santana, que é do grupo político de Ciro, vai "partir para cima". "Vou assumir como tarefa do PDT e do nosso bloco mudar a lei", afirmou.

Segundo Ciro, o governo federal disponibilizou 60 vagas em presídios federais para onde devem ir os responsáveis pelos ataques. "Não fica nenhum criminoso aqui, só fica se for para ser enterrado", comentou.

Ciro Gomes, que recebeu mais de 13 milhões de votos e foi terceiro colocado na eleição presidencial do ano passado, estava sendo cobrado a se pronunciar sobre os ataques que vêm acontecendo no Ceará, estado que governou entre 1991 e 1994.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Ciro Gomes diz que Ceará está ganhando batalha contra o crime organizado


09/01/2019 | 16:02


O ex-ministro Ciro Gomes (PDT-CE) disse nesta quarta-feira, 9, em entrevista à Rádio Assunção, de Fortaleza, que "o Ceará está ganhando a batalha" contra o crime organizado. O Estado vive uma onda de violência que chegou hoje ao oitavo dia seguido, com ataques diversos.

Ciro disse que a lei brasileira é "fraca diante dessa novidade que é o crime organizado", mas que o governo do Ceará, comandado pelo petista Camilo Santana, que é do grupo político de Ciro, vai "partir para cima". "Vou assumir como tarefa do PDT e do nosso bloco mudar a lei", afirmou.

Segundo Ciro, o governo federal disponibilizou 60 vagas em presídios federais para onde devem ir os responsáveis pelos ataques. "Não fica nenhum criminoso aqui, só fica se for para ser enterrado", comentou.

Ciro Gomes, que recebeu mais de 13 milhões de votos e foi terceiro colocado na eleição presidencial do ano passado, estava sendo cobrado a se pronunciar sobre os ataques que vêm acontecendo no Ceará, estado que governou entre 1991 e 1994.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;