Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 19 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Tecnologia

tecnologia@dgabc.com.br | 4435-8301


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Golpe do material escolar gratuito já enganou mais de 560 mil pessoas no WhatsApp

Da Redação, com assessoria

08/01/2019 | 10:18


O começo do ano traz consigo o início de um novo ciclo nas escolas, no qual os pais de crianças começam a buscar as melhores ofertas para comprar os itens da lista escolar. Mas quem também está atento a esse período são os cibercriminosos.

Leia mais: 
Golpe do WhatsApp: veja 3 dicas básicas para baixar aplicativos com mais segurança na Google Play
5 dicas de segurança para evitar o superaquecimento do seu celular

Nos últimos dias está circulando pelo WhatsApp uma campanha maliciosa que promete material escolar gratuito, em nome da empresa Faber-Castell. Até a última segunda-feira (7), o site malicioso já registrava mais de 568 mil acessos, de acordo com a Kaspersky Lab.

Ao clicar no link, o usuário é direcionado para o site abaixo. Ao compartilhar a mensagem com cinco amigos no WhatsApp, o suposto prêmio é liberado. Um fator interessante dessa campanha maliciosa é a coleta de dados pessoais. Logo na primeira página são solicitados número de telefones, e-mail e endereço da vítima — dados que ajudam os criminosos a cometerem mais fraudes no futuro.

Depois de compartilhar a mensagem com 5 contatos, o que acontecerá na sequência depende do sistema operacional do smartphone da vítima. Se o sistema for iOS, após vários redirecionamentos será oferecido a instalação de aplicativos legítimos, mas que participam de esquemas “pay-per-install” — em que o criminoso ganha por cada instalação.

Caso o usuário use o sistema Android – que roda em 80% dos smartphones brasileiros –, pode ser oferecida a instalação de um aplicativo malicioso ou ele apenas será redirecionado para uma página cheia de propagandas que também renderá lucros ao criminoso.

Facebook Messenger

Uma novidade nessa campanha é o uso do Facebook Messenger — outro aplicativo de mensagens instantâneas bastante utilizado no Brasil. Na página maliciosa, foi inserida a opção de compartilhar o link pelo aplicativo, o que indica que os criminosos estão buscando diversificar as plataformas usadas nos ataques. Dos mais de 568 mil acessos ao site malicioso, pouco mais de 950 vieram do link compartilhado via Messenger.

Quer ficar por dentro do mundo da tecnologia e ainda baixar gratuitamente nosso e-book Manual de Segurança na Internet? Clique aqui e assine a newsletter do 33Giga

Os boatos que rolam na internet não têm data para aparecer e ainda podem permanecer na rede por anos, enganando novos usuários a cada vez que pipocam. Para relembrar os mais populares, o 33Giga separou algumas das maiores farsas que já foram veiculadas pela web:

 
 

<
>

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;