Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 8 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Biometria facial no ônibus traz economia de R$ 100 mil por mês

Gabriel Inamine/PMSBC/Divulgação Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Em vigor desde julho, sistema municipal bloqueou 6.853 cartões depois de detectar irregularidades


Da Redação

28/12/2018 | 07:00


 Em vigor desde julho, o sistema de biometria facial do transporte público de São Bernardo tem ajudado a economizar recursos públicos. Implantada de forma pioneira na Região Metropolitana, a medida tem o objetivo de fazer a verificação dos passageiros que utilizam gratuidades. Essa fiscalização resultou na redução da compensação financeira de R$ 100 mil por mês, ou seja, em um ano, a administração deve economizar R$ 1,2 milhão.

Atualmente, cerca de 135 mil usuários do transporte coletivo da cidade possuem o cartão, que concede o direito de viagem de graça. Entre estes usuários estão aposentados, pensionistas, deficientes físicos e acompanhantes, idosos e estudantes. Pela gratuidade oferecida, a Prefeitura de São Bernardo despende em torno de R$ 2 milhões por mês. Ao todo, são realizadas mensalmente em São Bernardo 1 milhão de viagens com o benefício gratuito.

De julho até o fim de novembro foram bloqueados 6.853 cartões, sendo que a categoria especial com acompanhante conta com a maior proporção de bloqueios (43%), seguido do cartão escolar (27%), cartão sênior (15%), voltado para aposentados, e social (15%). Nesse período, foram impetrados 1.642 recursos administrativos, dos quais 55% foram indeferidos.

“Comparamos se o usuário que tem utilizado a gratuidade é o mesmo que foi identificado. A Prefeitura quer pagar o justo. Não podemos compactuar com as pessoas que usufruem do benefício de maneira indevida”, afirmou o prefeito Orlando Morando (PSDB).

O sistema de ônibus da cidade é operado pela SBCTrans. Até o momento, 390 coletivos, dos 425 da frota, já contam com o equipamento.

 

 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Biometria facial no ônibus traz economia de R$ 100 mil por mês

Em vigor desde julho, sistema municipal bloqueou 6.853 cartões depois de detectar irregularidades

Da Redação

28/12/2018 | 07:00


 Em vigor desde julho, o sistema de biometria facial do transporte público de São Bernardo tem ajudado a economizar recursos públicos. Implantada de forma pioneira na Região Metropolitana, a medida tem o objetivo de fazer a verificação dos passageiros que utilizam gratuidades. Essa fiscalização resultou na redução da compensação financeira de R$ 100 mil por mês, ou seja, em um ano, a administração deve economizar R$ 1,2 milhão.

Atualmente, cerca de 135 mil usuários do transporte coletivo da cidade possuem o cartão, que concede o direito de viagem de graça. Entre estes usuários estão aposentados, pensionistas, deficientes físicos e acompanhantes, idosos e estudantes. Pela gratuidade oferecida, a Prefeitura de São Bernardo despende em torno de R$ 2 milhões por mês. Ao todo, são realizadas mensalmente em São Bernardo 1 milhão de viagens com o benefício gratuito.

De julho até o fim de novembro foram bloqueados 6.853 cartões, sendo que a categoria especial com acompanhante conta com a maior proporção de bloqueios (43%), seguido do cartão escolar (27%), cartão sênior (15%), voltado para aposentados, e social (15%). Nesse período, foram impetrados 1.642 recursos administrativos, dos quais 55% foram indeferidos.

“Comparamos se o usuário que tem utilizado a gratuidade é o mesmo que foi identificado. A Prefeitura quer pagar o justo. Não podemos compactuar com as pessoas que usufruem do benefício de maneira indevida”, afirmou o prefeito Orlando Morando (PSDB).

O sistema de ônibus da cidade é operado pela SBCTrans. Até o momento, 390 coletivos, dos 425 da frota, já contam com o equipamento.

 

 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;