Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 8 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Tentativa de fuga causa tumulto no CDP de Mauá


Emerson Coelho
Do Diário do Grande ABC

09/02/2009 | 07:00


Uma tentativa de fuga frustrada ontem à tarde no CDP (Centro de Detenção Provisória) de Mauá causou confusão entre os familiares que visitavam os cerca de 1.000 detentos. De acordo com os visitantes, tiros foram disparados por policiais por volta das 15h30.

Agentes penitenciários disseram que seis presos do chamado "Raio 32" tentaram fugir, mas ninguém teria se ferido. "Um dos fugitivos era asmático e não conseguiu correr. Ele foi encaminhado à enfermaria", disse um dos agentes, que não quis se identificar.

Para a tentativa de fuga, os presos cerraram quatro barras de ferro da grade da cela. Um deles teria pulado pelo buraco aberto, segundo testemunhas.

O horário de visitação, das 8h às 16h, foi prejudicado, segundo os familiares que estavam no local, por causa da tentativa de fuga, provocando confusão e revolta entre os visitantes.

"Nós estávamos em cerca de 200 pessoas. Ficamos presos por mais de duas horas no pátio. Eles não deixavam a gente sair. Estávamos com crianças", disse Andrea Carvalho, 23 anos.

A liberação das mulheres que estavam no pátio, algumas com crianças de colo, só ocorreu por volta das 19h. Homens que estavam visitando seus familiares ainda nas celas só foram liberados por volta das 20h30, hora em que a luz do CDP foi cortada. "Fiquei preso dentro da cela com meu filho e não pude sair até que os agentes me liberassem", disse Raimundo Onório Coelho, 50 anos.

Alguns familiares dos presos disseram que três homens teriam sido mortos com tiros e transferidos para a enfermaria do CDP.

Até o fechamento desta edição a informação a respeito das possíveis mortes não havia sido confirmada pela SAP (Secretaria de Administração Penitenciária).



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;