Fechar
Publicidade

Domingo, 24 de Março

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Chehade parece ter vencido queda de braço


Raphael Rocha

06/12/2018 | 07:00


Quando surgiram especulações sobre mudança na Secretaria de Esportes de Santo André, com a troca de Marcelo Chehade (PSDB) por Professor Minhoca (PSDB), o atual titular da Pasta começou a desafiar quem apostava na mudança. Dizia pelos corredores da Prefeitura, da Câmara e até no Clube Aramaçan, do qual é sócio, que tinha compromisso com o governo para seguir na vaga, que seu trabalho era elogiado e que não deixaria o posto. Pois bem. A especulação arrefeceu, Minhoca passou a alfinetar o prefeito publicamente e tudo indica que Chehade ficará como secretário de Esportes por mais um tempo.

BASTIDORES

Estratégia
Embora muita gente conteste a articulação feita pelo governo para eleger Pedrinho Botaro (PSDB) como presidente da Câmara de Santo André, o prefeito Paulo Serra (PSDB) conseguiu algo que poucos enxergaram quando a chapa PSDB-PT se formou no pleito de terça-feira. Ao garantir que Bete Siraque, Luiz Alberto e Alemão Duarte, todos petistas, tivessem espaço na mesa diretora, Paulo Serra, automaticamente, tirou qualquer possibilidade de eles figurarem em comissões permanentes no próximo biênio. O regimento interno, em seu artigo 9º, proíbe que componentes da mesa façam parte desses grupos, que analisam os projetos antes de eles irem para votação no plenário e emitem parecer em medidas que chegam ao Legislativo. Ou seja, nos últimos dois anos, o tucano dificilmente encontrará resistência da oposição na hora de endereçar propostas mais complexas à Casa.

Visita
Vereador de Mauá, Samuel Enfermeiro (PSB) acompanhou a votação para presidência da Câmara de Santo André, na terça-feira. Ele foi para o Legislativo andreense após participar da sessão em Mauá. Não falou para ninguém o que foi fazer na Casa de Santo André.

Voltou
Assessor do ex-vereador Paulo Eugenio Pereira Júnior (PT) por vários anos, Cláudio Pastor se alinhou com o prefeito de Mauá, Atila Jacomussi (PSB). Ele havia saído do governo quando Alaíde Damo (MDB) estava interinamente à frente do Paço, mas retornou com o regresso do socialista à Prefeitura. Está como assessor de gabinete na Secretaria de Administração e Modernização, com vencimento bruto de R$ 5.450 mensal.

Protesto
O Partido Novo convocou para hoje manifestação na Câmara de Diadema contra a compra de 21 carros oficiais. A sessão está marcada para as 14h.

Recado – 1
A eleição de Rato Teixeira (PTB) como presidente da Câmara de Ribeirão Pires ainda rende na cidade. Tanto que o presidente do diretório do PPS local, Edinaldo de Menezes, o Dedé, adversário do prefeito Adler Kiko Teixeira (PSB), avisou que vai pedir a expulsão de Carlinhos Trindade, Edson Savietto, o Banha, e José Nelson da Paixão, a bancada popular-socialista que contrariou a orientação da direção e votou a favor de Rato.

Recado – 2
“Quero deixar claro que, como presidente do PPS da cidade, a executiva municipal não autorizou os vereadores Carlinhos Trindade, Banha e Paixão a votarem no candidato do prefeito Kiko para presidente da Câmara. Se os três decidiram compactuar com os desmandos da cidade será contra a decisão partidária. É triste ver que os três parlamentares do PPS preferem se locupletarem em vez de fiscalizar a cidade e trabalhar para Ribeirão Pires se desenvolver”, disparou Dedé, em comunicado. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Chehade parece ter vencido queda de braço

Raphael Rocha

06/12/2018 | 07:00


Quando surgiram especulações sobre mudança na Secretaria de Esportes de Santo André, com a troca de Marcelo Chehade (PSDB) por Professor Minhoca (PSDB), o atual titular da Pasta começou a desafiar quem apostava na mudança. Dizia pelos corredores da Prefeitura, da Câmara e até no Clube Aramaçan, do qual é sócio, que tinha compromisso com o governo para seguir na vaga, que seu trabalho era elogiado e que não deixaria o posto. Pois bem. A especulação arrefeceu, Minhoca passou a alfinetar o prefeito publicamente e tudo indica que Chehade ficará como secretário de Esportes por mais um tempo.

BASTIDORES

Estratégia
Embora muita gente conteste a articulação feita pelo governo para eleger Pedrinho Botaro (PSDB) como presidente da Câmara de Santo André, o prefeito Paulo Serra (PSDB) conseguiu algo que poucos enxergaram quando a chapa PSDB-PT se formou no pleito de terça-feira. Ao garantir que Bete Siraque, Luiz Alberto e Alemão Duarte, todos petistas, tivessem espaço na mesa diretora, Paulo Serra, automaticamente, tirou qualquer possibilidade de eles figurarem em comissões permanentes no próximo biênio. O regimento interno, em seu artigo 9º, proíbe que componentes da mesa façam parte desses grupos, que analisam os projetos antes de eles irem para votação no plenário e emitem parecer em medidas que chegam ao Legislativo. Ou seja, nos últimos dois anos, o tucano dificilmente encontrará resistência da oposição na hora de endereçar propostas mais complexas à Casa.

Visita
Vereador de Mauá, Samuel Enfermeiro (PSB) acompanhou a votação para presidência da Câmara de Santo André, na terça-feira. Ele foi para o Legislativo andreense após participar da sessão em Mauá. Não falou para ninguém o que foi fazer na Casa de Santo André.

Voltou
Assessor do ex-vereador Paulo Eugenio Pereira Júnior (PT) por vários anos, Cláudio Pastor se alinhou com o prefeito de Mauá, Atila Jacomussi (PSB). Ele havia saído do governo quando Alaíde Damo (MDB) estava interinamente à frente do Paço, mas retornou com o regresso do socialista à Prefeitura. Está como assessor de gabinete na Secretaria de Administração e Modernização, com vencimento bruto de R$ 5.450 mensal.

Protesto
O Partido Novo convocou para hoje manifestação na Câmara de Diadema contra a compra de 21 carros oficiais. A sessão está marcada para as 14h.

Recado – 1
A eleição de Rato Teixeira (PTB) como presidente da Câmara de Ribeirão Pires ainda rende na cidade. Tanto que o presidente do diretório do PPS local, Edinaldo de Menezes, o Dedé, adversário do prefeito Adler Kiko Teixeira (PSB), avisou que vai pedir a expulsão de Carlinhos Trindade, Edson Savietto, o Banha, e José Nelson da Paixão, a bancada popular-socialista que contrariou a orientação da direção e votou a favor de Rato.

Recado – 2
“Quero deixar claro que, como presidente do PPS da cidade, a executiva municipal não autorizou os vereadores Carlinhos Trindade, Banha e Paixão a votarem no candidato do prefeito Kiko para presidente da Câmara. Se os três decidiram compactuar com os desmandos da cidade será contra a decisão partidária. É triste ver que os três parlamentares do PPS preferem se locupletarem em vez de fiscalizar a cidade e trabalhar para Ribeirão Pires se desenvolver”, disparou Dedé, em comunicado. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;