Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 21 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

EMTU estuda criação de linha de ônibus entre os dois campi da UFABC

Denis Maciel/DGABC  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Proposta debatida junto a representantes da universidade passa por avaliação técnica


Daniel Macário
Do Diário do Grande ABC

05/12/2018 | 07:00


 Responsável por operar o sistema de linhas intermunicipais de ônibus em todo o Estado, a EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbano) estuda para os próximos meses a criação de novo itinerário, cujo trajeto deverá ligar os dois campi da UFABC (Universidade Federal do ABC) situados na região, em Santo André e São Bernardo. A proposta, que no momento passa por avaliação técnica, atende reivindicação dos próprios estudantes da instituição de Ensino Superior.

Apresentado pela comunidade acadêmica em reunião realizada no fim do mês passado, junto a representantes da empresa, o projeto, segundo a reitoria da universidade, visa criar alternativas de transporte intercampi na tentativa de proporcionar “melhorias de transporte nos principais trechos relacionados ao cotidiano da comunidade universitária”.

Atualmente, das 33 linhas metropolitanas que circulam no Grande ABC, apenas uma (432TRO) atende, parcialmente, universitários que desejam circular entre os dois campi. O itinerário, com viagem média de uma hora, liga o Terminal Metropolitano de Santo André ao bairro Taboão, em São Bernardo.

Segundo universitários, no entanto, a linha intermunicipal ainda está longe de atender aos anseios da comunidade. Uma das principais críticas diz respeito à distância que eles precisam percorrer para chegar ao campus de São Bernardo. “Do ponto ao prédio da UFABC andamos mais de dois quilômetros”, relata a estudante Ariane Nunes, 28 anos.

Na tentativa de diminuir os transtornos relatados por usuários, a EMTU diz analisar, junto à sua equipe técnica, dados de demanda para avaliar a possível viabilidade da criação da linha. Vale lembrar que a empresa deve realizar nos próximos meses o edital de concessão da Área 5, responsável pelas linhas intermunicipais do Grande ABC. O processo, além de proporcionar melhorias na qualidade dos coletivos que circulam na região, deverá ainda permitir reformulações nos itinerários existentes.

Ainda em relação às reivindicações da UFABC, a EMTU promete estudar também alterações na linha metropolitana 432TRO e possível utilização da parte interna do Terminal Metropolitano de Santo André (Leste) para embarque e desembarque dos alunos e servidores que utilizam ônibus da universidade

FRETADO

O serviço de ônibus fretado, oferecido pela UFABC a estudantes, também pode sofrer mudanças no próximo ano, quando o atual contrato vai terminar. Com média de 42 mil passageiros, entre agosto e outubro deste ano, e média de 105 viagens por dia, o serviço conta atualmente com seis veículos, contratados ao custo de R$ 183 mil mensais, que se deslocam entre os campi e os terminais de ônibus de Santo André e São Bernardo.

Embora a universidade afirme que ainda não há qualquer definição sobre possível aumento da frota, conforme apurado pelo Diário, já existem estudos visando ampliar o número de veículos. A medida tem como objetivo amenizar a lotação do serviço em horários de pico, quando passageiros chegam a ser transportados em pé em coletivos de viagem.

“O fretado é bom, porém, no fim da tarde, por exemplo, existe uma demanda alta principalmente para São Bernardo, o que acaba gerando lotação. Com mais ônibus isso com certeza seria solucionado”, afirma o estudante André da Silva, 31.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

EMTU estuda criação de linha de ônibus entre os dois campi da UFABC

Proposta debatida junto a representantes da universidade passa por avaliação técnica

Daniel Macário
Do Diário do Grande ABC

05/12/2018 | 07:00


 Responsável por operar o sistema de linhas intermunicipais de ônibus em todo o Estado, a EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbano) estuda para os próximos meses a criação de novo itinerário, cujo trajeto deverá ligar os dois campi da UFABC (Universidade Federal do ABC) situados na região, em Santo André e São Bernardo. A proposta, que no momento passa por avaliação técnica, atende reivindicação dos próprios estudantes da instituição de Ensino Superior.

Apresentado pela comunidade acadêmica em reunião realizada no fim do mês passado, junto a representantes da empresa, o projeto, segundo a reitoria da universidade, visa criar alternativas de transporte intercampi na tentativa de proporcionar “melhorias de transporte nos principais trechos relacionados ao cotidiano da comunidade universitária”.

Atualmente, das 33 linhas metropolitanas que circulam no Grande ABC, apenas uma (432TRO) atende, parcialmente, universitários que desejam circular entre os dois campi. O itinerário, com viagem média de uma hora, liga o Terminal Metropolitano de Santo André ao bairro Taboão, em São Bernardo.

Segundo universitários, no entanto, a linha intermunicipal ainda está longe de atender aos anseios da comunidade. Uma das principais críticas diz respeito à distância que eles precisam percorrer para chegar ao campus de São Bernardo. “Do ponto ao prédio da UFABC andamos mais de dois quilômetros”, relata a estudante Ariane Nunes, 28 anos.

Na tentativa de diminuir os transtornos relatados por usuários, a EMTU diz analisar, junto à sua equipe técnica, dados de demanda para avaliar a possível viabilidade da criação da linha. Vale lembrar que a empresa deve realizar nos próximos meses o edital de concessão da Área 5, responsável pelas linhas intermunicipais do Grande ABC. O processo, além de proporcionar melhorias na qualidade dos coletivos que circulam na região, deverá ainda permitir reformulações nos itinerários existentes.

Ainda em relação às reivindicações da UFABC, a EMTU promete estudar também alterações na linha metropolitana 432TRO e possível utilização da parte interna do Terminal Metropolitano de Santo André (Leste) para embarque e desembarque dos alunos e servidores que utilizam ônibus da universidade

FRETADO

O serviço de ônibus fretado, oferecido pela UFABC a estudantes, também pode sofrer mudanças no próximo ano, quando o atual contrato vai terminar. Com média de 42 mil passageiros, entre agosto e outubro deste ano, e média de 105 viagens por dia, o serviço conta atualmente com seis veículos, contratados ao custo de R$ 183 mil mensais, que se deslocam entre os campi e os terminais de ônibus de Santo André e São Bernardo.

Embora a universidade afirme que ainda não há qualquer definição sobre possível aumento da frota, conforme apurado pelo Diário, já existem estudos visando ampliar o número de veículos. A medida tem como objetivo amenizar a lotação do serviço em horários de pico, quando passageiros chegam a ser transportados em pé em coletivos de viagem.

“O fretado é bom, porém, no fim da tarde, por exemplo, existe uma demanda alta principalmente para São Bernardo, o que acaba gerando lotação. Com mais ônibus isso com certeza seria solucionado”, afirma o estudante André da Silva, 31.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;