Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 24 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Justiça arquiva inquérito que investigava morte de rapaz em São Caetano

SXC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Inquérito concluiu que arma disparou sozinha e constatou falha na fabricação da pistola, uma Taurus ponto 40


Do dgabc.com.br
Com Agências

04/12/2018 | 15:47


A Justiça Militar de São Paulo arquivou o caso em que soldado era investigado por morte de garupa de entregador de pizza, em São Caetano . O inquérito concluiu que a arma disparou sozinha e constatou falha na fabricação da pistola, uma  Taurus ponto 40, utilizada pela Polícia Militar. Arquivamento foi determinado na semana passada atendendo a requerimento do Ministério Público.

David Wayot Soares de Freitas, 20 anos, foi morto no dia 20 de junho durante abordagem policial. Ele estava como garupa na moto de um amigo que fazia entrega de pizza e foi atingido na barriga. Ele foi socorrido, mas não resistiu.

Caso - Policiais militares da Rocam (Ronda Ostensiva com Apoio de Motocicletas) procuravam dois indivíduos que roubaram um celular em São Bernardo e estariam em uma moto com um garupa carregando uma bolsa de pizza. Ao avistarem o veículo com os jovens, deram ordem de parada, mas apenas o PM investigado conseguiu fazer a mesma conversão que os rapazes. No depoimento, o policial contou que ficou preocupado em não ver os companheiros, emparelhou sua moto com a dos rapazes, e deu ordem para que os suspeitos erguerem as mãos. O agente, entretanto, acabou deixando sua moto morrer, situação que ocasionou o disparo.
Quando os demais policiais chegaram, constataram que os jovens estavam com as mãos para o alto e que David fora baleado na barriga. O resgate foi acionado e a vítima levada ao Hospital Heliópolis, mas não resistiu. Nada de ilícito foi encontrado na abordagem.

Na ocasião, o comandante da Polícia Militar do Grande ABC, coronel Ronaldo Gonçalves Faro declarou que o agente foi afastado das atividades e inquéritos policial e civil foram instaurados, com prazo de conclusão em 40 dias, podendo ser prorrogados, se necessário. “A arma foi apreendida e será periciada. Quanto às circunstâncias dos fatos, serão apuradas”, declarou. Reportagem do Diário publicada em maio mostrou que um terço do total dos homicídios nas sete cidades, em 2017, foi causado por policiais. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Justiça arquiva inquérito que investigava morte de rapaz em São Caetano

Inquérito concluiu que arma disparou sozinha e constatou falha na fabricação da pistola, uma Taurus ponto 40

Do dgabc.com.br
Com Agências

04/12/2018 | 15:47


A Justiça Militar de São Paulo arquivou o caso em que soldado era investigado por morte de garupa de entregador de pizza, em São Caetano . O inquérito concluiu que a arma disparou sozinha e constatou falha na fabricação da pistola, uma  Taurus ponto 40, utilizada pela Polícia Militar. Arquivamento foi determinado na semana passada atendendo a requerimento do Ministério Público.

David Wayot Soares de Freitas, 20 anos, foi morto no dia 20 de junho durante abordagem policial. Ele estava como garupa na moto de um amigo que fazia entrega de pizza e foi atingido na barriga. Ele foi socorrido, mas não resistiu.

Caso - Policiais militares da Rocam (Ronda Ostensiva com Apoio de Motocicletas) procuravam dois indivíduos que roubaram um celular em São Bernardo e estariam em uma moto com um garupa carregando uma bolsa de pizza. Ao avistarem o veículo com os jovens, deram ordem de parada, mas apenas o PM investigado conseguiu fazer a mesma conversão que os rapazes. No depoimento, o policial contou que ficou preocupado em não ver os companheiros, emparelhou sua moto com a dos rapazes, e deu ordem para que os suspeitos erguerem as mãos. O agente, entretanto, acabou deixando sua moto morrer, situação que ocasionou o disparo.
Quando os demais policiais chegaram, constataram que os jovens estavam com as mãos para o alto e que David fora baleado na barriga. O resgate foi acionado e a vítima levada ao Hospital Heliópolis, mas não resistiu. Nada de ilícito foi encontrado na abordagem.

Na ocasião, o comandante da Polícia Militar do Grande ABC, coronel Ronaldo Gonçalves Faro declarou que o agente foi afastado das atividades e inquéritos policial e civil foram instaurados, com prazo de conclusão em 40 dias, podendo ser prorrogados, se necessário. “A arma foi apreendida e será periciada. Quanto às circunstâncias dos fatos, serão apuradas”, declarou. Reportagem do Diário publicada em maio mostrou que um terço do total dos homicídios nas sete cidades, em 2017, foi causado por policiais. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;