Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 14 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Região terá 430 ingressantes em Medicina no próximo ano

Nario Barbosa/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Diferencial dos cursos é a possibilidade de usar redes públicas de Saúde de quatro cidades para complemento do ensino


Juliana Stern
Especial para o Diário

04/12/2018 | 07:00


Tradicionalmente, Medicina está entre as carreiras mais concorridas dos vestibulares. Na região, três instituições de Ensino Superior oferecem a graduação em quatro cidades – Santo André, São Bernardo, São Caetano e Mauá –, somando 430 vagas para ingresso em 2019. O principal diferencial dos cursos é a possibilidade de unir o ensino teórico ao prático, com oportunidade de atuação na rede pública de Saúde.

No caso da FMABC (Faculdade de Medicina do ABC), em Santo André, fundada em 1969, existe parceria com a Secretaria de Saúde andreense. “A possibilidade de os alunos atuarem desde cedo em equipamentos de Saúde públicos, por causa da parceria com a cidade, torna o curso mais dinâmico. O aluno aprende na prática”, afirma a coordenadora do curso de Medicina, Priscila Bogar. Com duração de seis anos (9.212 horas/aula), a formação tem mensalidade de R$ 6.134,04. “Tivemos uma relação de 59 candidatos por vaga. Pessoas que prestam Fuvest tendem a prestar aqui também”, ressalta Priscila.

Inaugurada em 2014, a graduação em Medicina da USCS (Universidade Municipal de São Caetano) também já se consolidou como opção aos futuros médicos. Ligada ao município de São Caetano, a instituição oferece 180 vagas para o primeiro semestre do ano que vem, sendo 60 para o campus São Caetano e 120 para a unidade da Capital, aberta em 2016. A mensalidade do curso é de R$ 6.733.

Para os alunos, o diferencial do curso da USCS é a possibilidade de atuar em diferentes áreas da Medicina ainda enquanto estudantes. “Desde o primeiro semestre já tinha aulas no ambulatório, aprendendo coisas simples, como aplicar injeções. Depois, já vamos para as UBSs (Unidades Básicas de Saúde), fazemos exames mais complexos, até a residência no hospital municipal nos últimos anos”, conta a estudante do 5º semestre Carla Motta.

Desde o ano passado, a Uninove (Universidade Nove de Julho) oferece 150 vagas para interessados em cursar Medicina na região, sendo 100 para São Bernardo e 50 em Mauá. Nos dois municípios, a instituição mantém convênio para a realização de estágio nas redes de Saúde. O valor da mensalidade é de R$ 6.100.

CONCORRÊNCIA
O processo seletivo da USP (Universidade de São Paulo) neste ano registrou 27.573 inscritos para 253 vagas nos campi São Paulo (115,2 candidato/vaga), Ribeirão Preto (108,7 candidatos/vaga) e Bauru (86,9 candidatos/vaga) por meio da Fuvest.

A FMABC recebeu 7.000 inscrições para 120 postos (59 candidatos/vaga). Já a USCS obteve índice de 20,7 pretendentes por vaga, com 3.700 inscritos para 180 postos.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Região terá 430 ingressantes em Medicina no próximo ano

Diferencial dos cursos é a possibilidade de usar redes públicas de Saúde de quatro cidades para complemento do ensino

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, acesse com:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;