Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 22 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

'Temos de diminuir o confronto', afirma secretário da PM

Arquivo pessoal  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


01/12/2018 | 09:12


Escolhido para o cargo de secretário executivo da PM, coronel Alvaro Batista Camilo, disse que a redução da letalidade policial será prioridade da gestão. Hoje, cerca de 20% das mortes violentas em São Paulo são decorrentes de confrontos com a polícia. "Letalidade ninguém quer, seja do lado do policial ou dos infratores da lei", disse. "O policial está morrendo muito também, então temos de diminuir o confronto. Tem de fazer uso intensivo de inteligência: não deixar cometer o crime, tenho de pegar antes."

Entre as medidas, o coronel Camilo citou reforço em policiamento comunitário e no programa de vizinhança solidária. "Quem tem informação sobre os infratores de uma área são os moradores."

Segundo o coronel, há previsão de contratação de 6 mil novos PMs em 2019, além de militares da reserva para trabalhos administrativos. O futuro secretário também opinou sobre excludente de ilicitude, que ganhou força com a eleição do presidente Jair Bolsonaro (PSL). "Já temos uma legislação que permite trabalhar adequadamente", disse. "Se alguém estiver com fuzil na rua, temos de prender e retirar de lá."

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

'Temos de diminuir o confronto', afirma secretário da PM


01/12/2018 | 09:12


Escolhido para o cargo de secretário executivo da PM, coronel Alvaro Batista Camilo, disse que a redução da letalidade policial será prioridade da gestão. Hoje, cerca de 20% das mortes violentas em São Paulo são decorrentes de confrontos com a polícia. "Letalidade ninguém quer, seja do lado do policial ou dos infratores da lei", disse. "O policial está morrendo muito também, então temos de diminuir o confronto. Tem de fazer uso intensivo de inteligência: não deixar cometer o crime, tenho de pegar antes."

Entre as medidas, o coronel Camilo citou reforço em policiamento comunitário e no programa de vizinhança solidária. "Quem tem informação sobre os infratores de uma área são os moradores."

Segundo o coronel, há previsão de contratação de 6 mil novos PMs em 2019, além de militares da reserva para trabalhos administrativos. O futuro secretário também opinou sobre excludente de ilicitude, que ganhou força com a eleição do presidente Jair Bolsonaro (PSL). "Já temos uma legislação que permite trabalhar adequadamente", disse. "Se alguém estiver com fuzil na rua, temos de prender e retirar de lá."

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;