Fechar
Publicidade

Domingo, 24 de Março

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Marinho visita Lula e debate o futuro


Raphael Rocha

30/11/2018 | 07:00


Ex-prefeito de São Bernardo e uma das figuras do Grande ABC mais próximas do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), Luiz Marinho (PT) esteve ontem em Curitiba para visitar o cacique petista, acompanhado do presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, Wagner Santana, o Wagnão. Marinho acaba de sair de uma eleição para governador de São Paulo com números preocupantes para o petismo – ficou na quarta colocação, longe do protagonismo. Nos bastidores, o ex-prefeito de São Bernardo mantém desejo de buscar voos maiores na política. Tanto que seu nome é cotado para ser candidato ao Palácio dos Bandeirantes ou até ao Senado em 2022. Marinho disse, após a visita, que Lula pediu para que a militância siga com olhar para frente e unida para enfrentar adversidades com o governo de Jair Bolsonaro (PSL). “A saída é pela política, ele acredita”, ponderou Marinho. Wagnão, por sua vez, declarou que viu Lula sorridente e alegre, “do mesmo jeito que ele sempre nos recebeu em sua casa ou no seu ranchinho à beira da represa”, citou ele, em referência ao sítio Los Fubangos, às margens da Billings, em São Bernardo.

Má fase
A fase do ex-prefeito Saulo Benevides (MDB), de Ribeirão Pires, não é boa realmente. Depois de ver a Câmara manter o parecer negativo emitido pelo TCE (Tribunal de Contas do Estado) à contabilidade de 2014 de seu governo, o emedebista não teve recurso acolhido pela Corte na rejeição de outro exercício financeiro de sua administração, o de 2015. Com a decisão do Legislativo, Saulo já terá problemas com a Lei da Ficha Limpa, que determina inelegibilidade de políticos condenados por órgão colegiado, caso do TCE.

Rusgas – 1
Apesar de o prefeito de Mauá, Atila Jacomussi (PSB), ter nomeado como secretário José Carlos Orosco Roman, pai de Júnior Orosco (PDT), a relação entre os grupos não anda nada boa. Isso porque, nos bastidores, aliados de Atila têm defendido a manutenção do mandato de Orlando Silva (PCdoB) como deputado federal. Nas contas do bloco ligado a Orosco, caso sua votação seja validada – ele não teve os votos deferidos pela Justiça Eleitoral –, o pedetista roubaria a vaga de Orlando no Congresso.

Rusgas – 2

Tanto que, por conta da instabilidade política que toma conta de Mauá desde a Operação Prato Feito, que levou Atila Jacomussi (PSB) para a prisão e o manteve quatro meses fora do cargo, pessoas fomentam o nome de Júnior Orosco (PDT) para disputar o Paço em 2020. O pedetista tem dito que sua meta é reverter a condenação na Justiça Eleitoral para exercer o mandato de deputado federal, mas que, pelas mais recentes movimentações nos bastidores, Atila pode enfrentá-lo nas urnas daqui a dois anos.


Articulação

Ainda enigmático sobre seu futuro político, o vereador Julinho Fuzari (PPS), de São Bernardo, tem prospectado aliados para 2020, caso decida mesmo ser candidato a prefeito. Um dos nomes sondados pelo popular-socialista é o do colega Samuel Alves (PSDB). O argumento é que Samuel, suplente em exercício do mandato, poderia ter dificuldades em uma chapa governista para 2020, que deve vir recheada de nomes de peso na política local.

Nada disso

O vereador Mauro Miaguti (DEM), de São Bernardo, garantiu que não tem fomentado a criação de grupo com o deputado federal eleito Vinicius Poit (Novo) no município. Miaguti, que tem boa relação com o vice-governador eleito Rodrigo Garcia (DEM), afirmou que seu plano é permanecer na legenda.

Diplomação

A diplomação do governador eleito de São Paulo, João Doria (PSDB), deve acontecer no dia 18. O TRE-SP (Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo) já reservou a data e comunicou a assessoria do tucano. Falta apenas o anúncio oficial, com horário. A posse ocorre no dia 1º de janeiro. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Marinho visita Lula e debate o futuro

Raphael Rocha

30/11/2018 | 07:00


Ex-prefeito de São Bernardo e uma das figuras do Grande ABC mais próximas do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), Luiz Marinho (PT) esteve ontem em Curitiba para visitar o cacique petista, acompanhado do presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, Wagner Santana, o Wagnão. Marinho acaba de sair de uma eleição para governador de São Paulo com números preocupantes para o petismo – ficou na quarta colocação, longe do protagonismo. Nos bastidores, o ex-prefeito de São Bernardo mantém desejo de buscar voos maiores na política. Tanto que seu nome é cotado para ser candidato ao Palácio dos Bandeirantes ou até ao Senado em 2022. Marinho disse, após a visita, que Lula pediu para que a militância siga com olhar para frente e unida para enfrentar adversidades com o governo de Jair Bolsonaro (PSL). “A saída é pela política, ele acredita”, ponderou Marinho. Wagnão, por sua vez, declarou que viu Lula sorridente e alegre, “do mesmo jeito que ele sempre nos recebeu em sua casa ou no seu ranchinho à beira da represa”, citou ele, em referência ao sítio Los Fubangos, às margens da Billings, em São Bernardo.

Má fase
A fase do ex-prefeito Saulo Benevides (MDB), de Ribeirão Pires, não é boa realmente. Depois de ver a Câmara manter o parecer negativo emitido pelo TCE (Tribunal de Contas do Estado) à contabilidade de 2014 de seu governo, o emedebista não teve recurso acolhido pela Corte na rejeição de outro exercício financeiro de sua administração, o de 2015. Com a decisão do Legislativo, Saulo já terá problemas com a Lei da Ficha Limpa, que determina inelegibilidade de políticos condenados por órgão colegiado, caso do TCE.

Rusgas – 1
Apesar de o prefeito de Mauá, Atila Jacomussi (PSB), ter nomeado como secretário José Carlos Orosco Roman, pai de Júnior Orosco (PDT), a relação entre os grupos não anda nada boa. Isso porque, nos bastidores, aliados de Atila têm defendido a manutenção do mandato de Orlando Silva (PCdoB) como deputado federal. Nas contas do bloco ligado a Orosco, caso sua votação seja validada – ele não teve os votos deferidos pela Justiça Eleitoral –, o pedetista roubaria a vaga de Orlando no Congresso.

Rusgas – 2

Tanto que, por conta da instabilidade política que toma conta de Mauá desde a Operação Prato Feito, que levou Atila Jacomussi (PSB) para a prisão e o manteve quatro meses fora do cargo, pessoas fomentam o nome de Júnior Orosco (PDT) para disputar o Paço em 2020. O pedetista tem dito que sua meta é reverter a condenação na Justiça Eleitoral para exercer o mandato de deputado federal, mas que, pelas mais recentes movimentações nos bastidores, Atila pode enfrentá-lo nas urnas daqui a dois anos.


Articulação

Ainda enigmático sobre seu futuro político, o vereador Julinho Fuzari (PPS), de São Bernardo, tem prospectado aliados para 2020, caso decida mesmo ser candidato a prefeito. Um dos nomes sondados pelo popular-socialista é o do colega Samuel Alves (PSDB). O argumento é que Samuel, suplente em exercício do mandato, poderia ter dificuldades em uma chapa governista para 2020, que deve vir recheada de nomes de peso na política local.

Nada disso

O vereador Mauro Miaguti (DEM), de São Bernardo, garantiu que não tem fomentado a criação de grupo com o deputado federal eleito Vinicius Poit (Novo) no município. Miaguti, que tem boa relação com o vice-governador eleito Rodrigo Garcia (DEM), afirmou que seu plano é permanecer na legenda.

Diplomação

A diplomação do governador eleito de São Paulo, João Doria (PSDB), deve acontecer no dia 18. O TRE-SP (Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo) já reservou a data e comunicou a assessoria do tucano. Falta apenas o anúncio oficial, com horário. A posse ocorre no dia 1º de janeiro. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;