Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 29 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Série Solos de Teatro apresenta 'A Dama da Noite'


Do Diário do Grande ABC

19/05/1999 | 14:42


Depois de Fernanda Montenegro, com "Dona Doida", de Adélia Prado, é a vez de Gilberto Gawronski levar para a série Solos de Teatro do Sesc Ipiranga, em Sao Paulo, sua personagem Dana Avalon, em duas apresentaçoes, nesta quinta e depois, do monólogo "A Dama da Noite", baseado em conto de Caio Fernando Abreu.

Falando sobre sexo, aids, morte e solidao, Dana Avalon fez sua primeira apresentaçao há dez anos numa boate dark, Crepúsculo de Cubatao, localizada num porao em Copacabana, no Rio. "No início era uma performance de cerca de 15 minutos com trechos do conto ", lembra Gawronski. Com a ajuda de Caio Fernando Abreu, de quem Gawronski sempre foi admirador e amigo, a performance ganhou consistência e um novo visual criado por Hélio Dias.

A partir daí nao parou mais de percorrer o Brasil e o mundo. Foi apresentada em inglês em Londres, fez temporada em Lyon, na França, também no idioma local e em Nova York no ano passado. Sao dez anos de apresentaçoes e o tempo atuou sobre a personagem. Já foi mulher e perua, mudou de figurino várias vezes e nesta quarta é um ser andrógino. "No início eu a criei como uma mulher, mas percebi que homens e mulheres se identificavam com ela", afirma Gilberto.

Nesta quarta, o estranho visual de Dana Avalon e a interpretaçao de Gawronski - com diversas nuances vocais, gestuais - dificultam seu enquadramento em uma categoria. Curiosamente, quanto mais a personagem rompe fronteiras, em vários aspectos, mais o monólogo conquista espaços e públicos mais tradicionais no teatro. "Fiquei feliz e surpreso quando fui convidado, por exemplo, para integrar a Mostra Oficial do Festival de Teatro de Curitiba no ano passado com "A Dama da Noite."

Além da ótima interpretaçao de Gawronski, a explicaçao para a empatia está no texto. Embora nao se trate de um espetáculo interativo, a personagem fala diretamente com a platéia sobre sua busca de um relacionamente verdadeiro. Numa sociedade narcisista que supervaloriza a aparência e o politicamente correto, Dana Avalon ousa valorizar a passagem do tempo e o acúmulo de experiências. "Na sua cara está escrito tudo aquilo que você nao fez", diz a personagem. "Ria de mim, mas estou aqui, parada, bêbada e ridícula só porque no meio desse lixo todo procuro o verdadeiro amor; cuidado comigo: um dia eu encontro", adverte Dana Avalon.

Serviço - Série Solos de Teatro. Comédia. "Dama da Noite" tem interpretaçao e direçao de Gilberto Gawronski e Hélio Dias. Nesta quinta e sexta, às 21 horas. R$ 10,00. Teatro do Sesc Ipiranga. Rua Bom Pastor, 822, tel. (011) 3340-2000, em Sao Paulo.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;