Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 13 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Tecnologia

tecnologia@dgabc.com.br | 4435-8301


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Spotify lança banco de dados de mulheres no mundo da produção de áudio e música

Programa foi desenvolvido pela SoundGirls, organização dedicada a expandir oportunidade para mulheres

Da Redação, com assessoria

26/11/2018 | 08:18


Estima-se que menos de 5% de todos os profissionais de áudio sejam mulheres. Muitas pessoas na indústria da música trabalham para resolver essa questão fornecendo recursos educacionais, de rede e comunitários para aumentar a diversidade desses campos. E ainda assim, a desculpa continua existindo: “Queremos contratar uma mulher, mas não conseguimos encontrar uma”.

Quer ficar por dentro do mundo da tecnologia e ainda baixar gratuitamente nosso e-book Manual de Segurança na Internet? Clique aqui e assine a newsletter do 33Giga

Com esse objetivo, o Spotify possibilitou o EQL Directory, um banco de dados desenvolvido pela SoundGirls, uma organização sem fins lucrativos dedicada a expandir oportunidade para mulheres na música. O EQL Directory é um banco de dados global de profissionais que tem o objetivo de ampliar as carreiras e realizações de mulheres que trabalham nos bastidores de música e áudio.

Qualquer pessoa em todo o mundo pode adicionar seu nome e reivindicar seu espaço. E qualquer pessoa que queira contratar uma equipe criativa mais inclusiva pode encontrar profissionais em sua área.

“Enfrentamos o mito de que não há muitas mulheres capacitadas trabalhando em áudio, e por causa disso as pessoas nem se dão ao trabalho de procurar. O EQL Directory prova que isso não é verdade”, diz Karrie Keyes, co-fundadora da SoundGirls e engenheira de som de longa data do Pearl Jam.

“Esta é uma ótima ferramenta para criar mais oportunidades para as mulheres”, diz TRAKGIRL, uma produtora de sucesso que trabalhou com muitos famosos. “Temos que continuar o trabalho e criar mais inclusão e diversidade nos espaços dominados pelos homens. Temos muito trabalho a fazer, mas esse é um ótimo começo”.

No EQL Directory, já é possível encontrar recursos de iniciativas e organizações como Audio Engineering Society, Beatz By Girlz, Equalizer Project, Gender Amplified, Girls Make Beats, Instituto Criar, Secret Genius, shesaid.so, SoundGirls in Mexico, The 7% Series, Upfront Producer Network, e o Women’s Audio Mission.

Leia mais: 
Por que algumas músicas aparecem indisponíveis no Spotify?
Spotify faz 10 anos: veja faixas, discos e artistas mais ouvidos
Spotify lança playlist 188 no mês de prevenção ao suicídio

Começou hoje (23) os super descontos da Black Friday! Confira os principais memes com a data de ofertas:

 
 

<
>

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;