Fechar
Publicidade

Domingo, 19 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Morre terceira vítima das chuvas em São Bernardo

Denis Maciel/DGABC  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Internada desde sexta, dia da tempestade, Mirella Carneiro de Andrade, 3, não resistiu aos ferimentos


Bia Moço
Do Diário do Grande ABC
Daniel Tossato
Do Diário do Grande ABC

26/11/2018 | 07:00


Morreu ontem pela manhã a terceira vítima das enchentes provocadas pelas fortes chuvas de sexta-feira no Grande ABC. Internada desde então no hospital do PS (Pronto-Socorro) Central de São Bernardo, Mirella Carneiro de Andrade, 3, não resistiu aos ferimentos e teve morte cerebral confirmada às 5h40. Seu corpo foi enterrado na tarde de ontem, no cemitério da Vila Pauliceia.

A criança estava com sua avó, Maria Luzinete de Andrade, 63, quando foram surpreendidas pela tempestade. Elas estavam no carro próximo à residência delas, no bairro Assunção. Ambas foram resgatadas por helicóptero pelo Corpo de Bombeiros. Maria Luzinete teve morte confirmada no sábado.

Além das duas, Marcelo Silva, 42, também morreu devido às fortes chuvas. Ele estava próximo do Paço. Vídeo que circulou nas redes sociais mostrou Silva, com sua bicicleta, tentando sair da enxurrada, mas ele não conseguiu.

Após a morte de Maria Luzinete, familiares de Mirella relataram que nutriam esperança de melhora da criança. A tragédia deixou a família muito abalada, conforme disse Thiago Carneiro, 31, tio de Mirella. “Desde sexta-feira nós estávamos esperançosos.”

A Prefeitura de São Bernardo publicou, por meio de nota, que lamenta os ocorridos e colocou-se à disposição dos familiares das três vítimas fatais.

Ainda segundo a Prefeitura, foram registrados 45 milímetros em uma hora de chuva sobre a região central da cidade na sexta-feira, quantidade quatro vezes maior do que o esperado. Os locais mais afetados foram o Paço e as ruas Marechal Deodoro e Jurubatuba, onde os comércios foram invadidos pela enxurrada.

Após caos e prejuízo, a Prefeitura de São Bernardo anunciou, na manhã de ontem, que a situação da via estava restabelecida. Segundo o prefeito Orlando Morando (PSDB), 150 homens trabalharam em força-tarefa para recuperar os danos causados em todo o município. “Trabalhamos na madrugada de sexta-feira para sábado, todo o dia de ontem (sábado) e nessa madrugada (domingo). A Jurubatuba, um dos pontos mais prejudicados em São Bernardo, está completamente restabelecida.”

Morando ressaltou, que na noite de sábado, houve chuva forte na região do Taboão, que resultou no alagamento do campo de futebol.

Municípios mostram sinais de recuperação

Após duas horas de tempestade na sexta-feira, as cidades da região, em especial Santo André, São Bernardo e Mauá, foram devastadas pela chuva. O sábado amanheceu com sensação de caos, mas ontem o dia terminou com sinais de recuperação, tendo em vista a limpeza das vias e início da reestruturação dos espaços danificados.

O pior cenário foi em Santo André, onde choveu 94 milímetros e deixou vias sujas e fez com que o muro do cemitério Cristo Redentor, na Vila Pires, viesse abaixo. Na manhã de sábado, equipes da Defesa Civil e da Secretaria de Manutenção e Serviços Urbanos realizaram limpeza do local e reforço na parte do muro que não foi afetada. A UPA (Unidade de Pronto-Atendimento) Bangu, que teve parte do teto danificada, também foi arrumada e funciona normalmente.

Já no Jardim Santo André, a área de invasão que teve quatro barracos danificados pelo temporal, deve ter nova vistoria da Defesa Civil hoje e remoção das famílias em perigo.

Em Mauá, casa que desabou no Jardim Ipê fez com que mais quatro residências vizinhas fossem danificadas e interditadas pela Defesa Civil. Entretanto, os moradores permanecem no local e contam com ajuda da população para reconstrução das moradias e doações.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Morre terceira vítima das chuvas em São Bernardo

Internada desde sexta, dia da tempestade, Mirella Carneiro de Andrade, 3, não resistiu aos ferimentos

Bia Moço
Do Diário do Grande ABC
Daniel Tossato
Do Diário do Grande ABC

26/11/2018 | 07:00


Morreu ontem pela manhã a terceira vítima das enchentes provocadas pelas fortes chuvas de sexta-feira no Grande ABC. Internada desde então no hospital do PS (Pronto-Socorro) Central de São Bernardo, Mirella Carneiro de Andrade, 3, não resistiu aos ferimentos e teve morte cerebral confirmada às 5h40. Seu corpo foi enterrado na tarde de ontem, no cemitério da Vila Pauliceia.

A criança estava com sua avó, Maria Luzinete de Andrade, 63, quando foram surpreendidas pela tempestade. Elas estavam no carro próximo à residência delas, no bairro Assunção. Ambas foram resgatadas por helicóptero pelo Corpo de Bombeiros. Maria Luzinete teve morte confirmada no sábado.

Além das duas, Marcelo Silva, 42, também morreu devido às fortes chuvas. Ele estava próximo do Paço. Vídeo que circulou nas redes sociais mostrou Silva, com sua bicicleta, tentando sair da enxurrada, mas ele não conseguiu.

Após a morte de Maria Luzinete, familiares de Mirella relataram que nutriam esperança de melhora da criança. A tragédia deixou a família muito abalada, conforme disse Thiago Carneiro, 31, tio de Mirella. “Desde sexta-feira nós estávamos esperançosos.”

A Prefeitura de São Bernardo publicou, por meio de nota, que lamenta os ocorridos e colocou-se à disposição dos familiares das três vítimas fatais.

Ainda segundo a Prefeitura, foram registrados 45 milímetros em uma hora de chuva sobre a região central da cidade na sexta-feira, quantidade quatro vezes maior do que o esperado. Os locais mais afetados foram o Paço e as ruas Marechal Deodoro e Jurubatuba, onde os comércios foram invadidos pela enxurrada.

Após caos e prejuízo, a Prefeitura de São Bernardo anunciou, na manhã de ontem, que a situação da via estava restabelecida. Segundo o prefeito Orlando Morando (PSDB), 150 homens trabalharam em força-tarefa para recuperar os danos causados em todo o município. “Trabalhamos na madrugada de sexta-feira para sábado, todo o dia de ontem (sábado) e nessa madrugada (domingo). A Jurubatuba, um dos pontos mais prejudicados em São Bernardo, está completamente restabelecida.”

Morando ressaltou, que na noite de sábado, houve chuva forte na região do Taboão, que resultou no alagamento do campo de futebol.

Municípios mostram sinais de recuperação

Após duas horas de tempestade na sexta-feira, as cidades da região, em especial Santo André, São Bernardo e Mauá, foram devastadas pela chuva. O sábado amanheceu com sensação de caos, mas ontem o dia terminou com sinais de recuperação, tendo em vista a limpeza das vias e início da reestruturação dos espaços danificados.

O pior cenário foi em Santo André, onde choveu 94 milímetros e deixou vias sujas e fez com que o muro do cemitério Cristo Redentor, na Vila Pires, viesse abaixo. Na manhã de sábado, equipes da Defesa Civil e da Secretaria de Manutenção e Serviços Urbanos realizaram limpeza do local e reforço na parte do muro que não foi afetada. A UPA (Unidade de Pronto-Atendimento) Bangu, que teve parte do teto danificada, também foi arrumada e funciona normalmente.

Já no Jardim Santo André, a área de invasão que teve quatro barracos danificados pelo temporal, deve ter nova vistoria da Defesa Civil hoje e remoção das famílias em perigo.

Em Mauá, casa que desabou no Jardim Ipê fez com que mais quatro residências vizinhas fossem danificadas e interditadas pela Defesa Civil. Entretanto, os moradores permanecem no local e contam com ajuda da população para reconstrução das moradias e doações.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;