Fechar
Publicidade

Domingo, 17 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Estado aprova S.Bernardo como município de interesse turístico

Celso Luiz/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Secretaria avaliza documentação e aguarda novo crivo da Assembleia para repassar R$ 600 mil à cidade


Daniel Tossato
Do Diário do Grande ABC

20/11/2018 | 06:38


São Bernardo foi a primeira cidade do Grande ABC a receber crivo da Secretaria Estadual do Turismo para se tornar um MIT (Município de Interesse Turístico) e, assim, ter acesso a aporte para obras de fomento da área.

A Pasta informou ao Diário que a administração do prefeito Orlando Morando (PSDB) conseguiu preencher todos os pré-requisitos técnicos para entrar na lista. Agora, falta apenas aval da Assembleia Legislativa para que São Bernardo entre, definitivamente, na lista de município turístico.

Desde que o governo do Estado anunciou a criação de outra categoria de transferência de recursos para obras voltadas ao turismo, o governo Morando se preparou para se adequar às exigências da Pasta. A última etapa percorrida pela cidade foi alteração na composição do Comtur (Conselho Municipal do Turismo).

O Palácio dos Bandeirantes agora trabalha com duas faixas de cidades turísticas. A primeira é a estância, na qual 70 municípios recebem R$ 4 milhões anuais para intervenções na área – no Grande ABC, Ribeirão Pires está no rol. A segunda é o MIT, que disponibilizará R$ 600 mil por ano.

Entretanto, anualmente haverá avaliação das estâncias. As três piores – que não conseguirem comprovar potencial ou registrarem redução do fluxo turístico – se transformarão em MIT, dando lugar a três que estão como MIT.

A administração Morando informou que pretende, com os R$ 600 mil de aporte, investir na revitalização de espaços ligados à Cidade da Criança. Outra opção é a criação do centro turístico. O turismo industrial também é aposta.
A Associação dos Municípios de Interesse Turístico do Estado agendou reunião com o presidente da Assembleia, Cauê Macris (PSDB), na quinta-feira, para cobrar agilidade na votação do projeto de lei.

PLEITO

São Bernardo não foi a única cidade da região a pleitear vaga no MIT. O Consórcio Intermunicipal chegou a contratar a Abet (Associação Brasileira de Engenharia Turística) para a elaboração de planos diretores de turismo. A entidade regional agiu como intermediária para as prefeituras de Santo André, São Caetano, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra.

As cidades da região terão de brigar com outros municípios para fazer parte do rol em uma das 140 vagas disponibilizadas pelo governo do Estado no projeto. Até o momento, 97 foram preenchidas.
Santo André busca se enquadrar nos requisitos da Secretaria de Turismo. O prefeito Paulo Serra (PSDB) encaminhou ao Estado crivo dado pela Câmara ao plano diretor do turismo. A verba seria destinada a projetos em Paranapiacaba.

Segundo estimativa do Consórcio, a adequação dos sete municípios do Grande ABC poderia acrescentar até R$ 8 milhões aos cofres.
 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Estado aprova S.Bernardo como município de interesse turístico

Secretaria avaliza documentação e aguarda novo crivo da Assembleia para repassar R$ 600 mil à cidade

Daniel Tossato
Do Diário do Grande ABC

20/11/2018 | 06:38


São Bernardo foi a primeira cidade do Grande ABC a receber crivo da Secretaria Estadual do Turismo para se tornar um MIT (Município de Interesse Turístico) e, assim, ter acesso a aporte para obras de fomento da área.

A Pasta informou ao Diário que a administração do prefeito Orlando Morando (PSDB) conseguiu preencher todos os pré-requisitos técnicos para entrar na lista. Agora, falta apenas aval da Assembleia Legislativa para que São Bernardo entre, definitivamente, na lista de município turístico.

Desde que o governo do Estado anunciou a criação de outra categoria de transferência de recursos para obras voltadas ao turismo, o governo Morando se preparou para se adequar às exigências da Pasta. A última etapa percorrida pela cidade foi alteração na composição do Comtur (Conselho Municipal do Turismo).

O Palácio dos Bandeirantes agora trabalha com duas faixas de cidades turísticas. A primeira é a estância, na qual 70 municípios recebem R$ 4 milhões anuais para intervenções na área – no Grande ABC, Ribeirão Pires está no rol. A segunda é o MIT, que disponibilizará R$ 600 mil por ano.

Entretanto, anualmente haverá avaliação das estâncias. As três piores – que não conseguirem comprovar potencial ou registrarem redução do fluxo turístico – se transformarão em MIT, dando lugar a três que estão como MIT.

A administração Morando informou que pretende, com os R$ 600 mil de aporte, investir na revitalização de espaços ligados à Cidade da Criança. Outra opção é a criação do centro turístico. O turismo industrial também é aposta.
A Associação dos Municípios de Interesse Turístico do Estado agendou reunião com o presidente da Assembleia, Cauê Macris (PSDB), na quinta-feira, para cobrar agilidade na votação do projeto de lei.

PLEITO

São Bernardo não foi a única cidade da região a pleitear vaga no MIT. O Consórcio Intermunicipal chegou a contratar a Abet (Associação Brasileira de Engenharia Turística) para a elaboração de planos diretores de turismo. A entidade regional agiu como intermediária para as prefeituras de Santo André, São Caetano, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra.

As cidades da região terão de brigar com outros municípios para fazer parte do rol em uma das 140 vagas disponibilizadas pelo governo do Estado no projeto. Até o momento, 97 foram preenchidas.
Santo André busca se enquadrar nos requisitos da Secretaria de Turismo. O prefeito Paulo Serra (PSDB) encaminhou ao Estado crivo dado pela Câmara ao plano diretor do turismo. A verba seria destinada a projetos em Paranapiacaba.

Segundo estimativa do Consórcio, a adequação dos sete municípios do Grande ABC poderia acrescentar até R$ 8 milhões aos cofres.
 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;