Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 7 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

CET libera tráfego em dez quilômetros na Marginal do Pinheiros

Reprodução Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


19/11/2018 | 18:28


A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) liberou na tarde desta segunda-feira, 19, dez quilômetros da pista expressa da Marginal do Pinheiros para o tráfego de veículos. Foram liberados os trechos entre a ponte Estaiada até a Ponte Eusébio Matoso e entre a Ponte João Dias à ponte Estaiada - a liberação não é contínua.

Segundo o secretário João Octaviano Neto, a companhia fará intervenções na Marginal para criar novos acessos para a mudança dos carros entre as pistas locais e expressas. Devem ser abertas ao menos três novas passagens com a retirada de canteiros, barreiras e passeios. "Não queremos que os motoristas fiquem represados na Marginal", diz.

Foram colocadas 50 carretas móveis pela via com mensagens de orientação para o trânsito, além de faixas e equipes da CET para coordenar o fluxo. "Adotamos um conjunto de ações que não são permanentes, vamos fazer as intervenções de forma dinâmica, de acordo com a necessidade que avaliarmos a cada momento", diz o secretário.

A Prefeitura espera liberar mais quatro quilômetros da via expressa nos próximos dias. "A nossa expectativa é de que a via local ande devagar, mas vai andar. O que não queremos é que o motorista fique parado, mas uma lentidão é esperada". Segundo a CET, a Marginal do Pinheiros recebe 1,5 mil veículos por faixa a cada hora. Por isso, a abertura de novas transposições é importante para evitar o "afunilamento" dos carros nos trechos de interdição.

Nesta segunda-feira, 19, o prefeito Bruno Covas (PSDB) admitiu que a vistoria feita nos viadutos de São Paulo é insuficiente. Em entrevista coletiva, afirmou que quer contratar, de forma emergencial, uma empresa para fazer laudos estruturais de todos os 185 viadutos e pontes da cidade.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

CET libera tráfego em dez quilômetros na Marginal do Pinheiros


19/11/2018 | 18:28


A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) liberou na tarde desta segunda-feira, 19, dez quilômetros da pista expressa da Marginal do Pinheiros para o tráfego de veículos. Foram liberados os trechos entre a ponte Estaiada até a Ponte Eusébio Matoso e entre a Ponte João Dias à ponte Estaiada - a liberação não é contínua.

Segundo o secretário João Octaviano Neto, a companhia fará intervenções na Marginal para criar novos acessos para a mudança dos carros entre as pistas locais e expressas. Devem ser abertas ao menos três novas passagens com a retirada de canteiros, barreiras e passeios. "Não queremos que os motoristas fiquem represados na Marginal", diz.

Foram colocadas 50 carretas móveis pela via com mensagens de orientação para o trânsito, além de faixas e equipes da CET para coordenar o fluxo. "Adotamos um conjunto de ações que não são permanentes, vamos fazer as intervenções de forma dinâmica, de acordo com a necessidade que avaliarmos a cada momento", diz o secretário.

A Prefeitura espera liberar mais quatro quilômetros da via expressa nos próximos dias. "A nossa expectativa é de que a via local ande devagar, mas vai andar. O que não queremos é que o motorista fique parado, mas uma lentidão é esperada". Segundo a CET, a Marginal do Pinheiros recebe 1,5 mil veículos por faixa a cada hora. Por isso, a abertura de novas transposições é importante para evitar o "afunilamento" dos carros nos trechos de interdição.

Nesta segunda-feira, 19, o prefeito Bruno Covas (PSDB) admitiu que a vistoria feita nos viadutos de São Paulo é insuficiente. Em entrevista coletiva, afirmou que quer contratar, de forma emergencial, uma empresa para fazer laudos estruturais de todos os 185 viadutos e pontes da cidade.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;