Fechar
Publicidade

Domingo, 24 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

'Homem do Piano' buscava a fama, segundo a imprensa alemã


Do Diário OnLine
Com AFP

29/08/2005 | 14:31


O jovem alemão Andreas Grassl, que ficou conhecido como o 'Homem do Piano' após demonstrar extraordinária habilidade musical enquanto se recusava a falar por meses em um hospital psiquiátrico britânico, buscava a fama com a encenação. A informação foi divulgada em reportagem publicada na revista alemã Der Spiegel nesta segunda-feira.

Grassl, 20 anos, despertou uma investigação mundial sobre sua identidade depois de ter sido encontrado, em abril, vagando em uma praia de Kent, na costa sul da Inglaterra. Ele é filho único de um fazendeiro da pequena cidade bávara de Waldmuenchen, perto da fronteira alemã com a República Tcheca.

Determinado a quebrar a monotonia da vida de cidade pequena, ele escreveu para uma série de programas de televisão alemães pedindo trabalho ou para aparecer nestes programas, mas todos os seus apelos foram rejeitados.

Após ter sido tratado por quatro meses na Inglaterra, a identidade de Grassl foi revelada quando ele começou a falar subitamente. Ele agora estaria escondido na Bavária e seus advogados falam em seu nome, alegando que seu cliente é mentalmente doente.

Grassl recusou-se a falar ou se comunicar enquanto esteve no hospital, mas desenhou um piano de cauda ao receber lápis e papel de funcionários do hospital. Quando um piano da capela do hospital lhe foi mostrado, ele teria impressionado os médicos demonstrando sua performance.

Apesar disso, não há provas de que Grassl seja um músico talentoso e um clima de suspeita ronda a história de que seria um exímio pianista. Segundo a Der Spiegel, Grassl foi um adolescente precoce que costumava escrever uma coluna de sátira na revista de sua escola e depois em um jornal local sobre celebridades como Britney Spears e Kelly Osbourne.

Ele se orgulhava de uma aparição de 20 segundos em uma emissora de rádio tcheca, mas seus outros esforços para entrar no showbiz foram frustrados. Segundo uma colega de escola, Dana Shano, ele se sentia estranho em sua própria cidade por ser homossexual.

"Cidades pequenas não eram para ele", disse Shano à Der Spiegel. Grassl mudou-se para a cidade alemã de Saarbruecken e viveu em um apartamento modesto, enquanto prestava um período de serviço civil que os jovens alemães podem escolher ao invés do serviço militar.

Segundo a Der Spiegel, Grassl falava francês fluentemente e freqüentemente expressava o desejo de visitar a França. Mas continua um mistério porque em março deste ano ele decidiu se mudar para o balneário de Pornic, na costa Atlântica da França, ao invés de preferir a movimentada Paris.

Um mês depois, ele viajou para a Inglaterra e foi encontrado vestindo terno escuro, totalmente encharcado, vagando em uma praia. O tablóide britânico Daily Mirror informou na semana passada que Grassl estava tentando cometer suicídio quando foi encontrado.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;