Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 26 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

‘Lula desmoralizou a esquerda brasileira’, declara Freire


Sérgio Vieira
Do Diário do Grande ABC

26/09/2005 | 08:05


O presidente Luiz Inácio Lula da Silva é o principal culpado pela atual crise política brasileira. A opinião é do deputado federal e presidente nacional do PPS, Roberto Freire, em entrevista ao Diário. Para ele, Lula não atingiu a expectativa de quem espera um verdadeiro governo de esquerda. "Vamos ter a coragem de dizer que o responsável por essa crise de corrupção é o governo Lula. A corrupção está no governo e nas estatais brasileiras. Não adianta ele dizer que não sabia. É claro que o presidente praticou crime de responsabilidade. A direita sempre tentou nos desmoralizar, mas não conseguiu. Com dois anos e meio, Lula desmoralizou a esquerda brasileira".

"O PT está jogando fora uma história muito importante da democracia brasileira. Têm militantes sérios que estão sofrendo profunda decepção por conta de uma direção e de um governo, que enxovalhou o PT. A esquerda nunca esteve vinculado à corrupção da forma como Lula colocou", critica.

Mas, para Freire, a reforma política não pode ser colocada como a única forma de solucionar o problema de corrupção na política brasileira. "A reforma vai significar apenas ter mecanismos de como eleger parlamentares, partidos, financiamento público. É claro que ajuda. Não é só isso".

O socialista ainda acredita em uma debandada dos descontentes do PT até sexta-feira, último dia para os que pretendem ser candidatos nas eleições do ano que vem mudarem de partido. Segundo ele, o PPS pode ganhar novos adeptos.   "Tem acontecido essa saída. Acho que o PT vai perder alguma coisa, mas não sei qual é a dimensão disso. O que posso dizer é que o PT não está recebdo ninguém. Esse partido hoje é só perda. O PT não vai se livrar dessa", diz Freire, que esteve na região sexta-feira e sábado prestigiando a filiação ao partido do vereador de Santo André Aidan Ravin, que deixou o PDT, e o suplente de deputado federal Wagner Rubinelli, ex-PT.

Crise – Ainda com relação à crise política, Freire não acredita que o ex-deputado federal Roberto Jefferson (PTB) (cassado no último dia 14) será o único a perder o mandato. Mesmo assim, lembra que os ex-membros do ‘núcleo duro‘ do governo alimentaram o esquema de corrupção. "O cabeça é Lula, José Dirceu. Janene, Pedro Corrêa (deputados do PP), Severino Cavalcanti (ex-presidente da Câmara, que renunciou no último dia 21) não são cabeças. Mesmo assim, acredito em mais cassações. Quem nomeou dirigentes de estatal, indicados de partidos políticos aliados, que estavam lá fazendo dinheiro? O mensalão está desvirtuando um poder a partir da compra de partidos e de parlamentares. E isso já está sendo comprovado. Ninguém desmente que o PL indicou o vice (José Alencar) depois de ser comprado por R$ 10 milhões. É evidente que o parlamentar que se envolveu nisso tem que ser cassado, mas não é ele o grande responsável", analisa.

O deputado também criticou a escolha do nome do ex-ministro da Articulação Política Aldo Rebelo (PC do B) para representar o governo na disputa à presidência da Câmara. "O governo não pode estar inventando Aldo Rebelo. Como podem estar processando José Dirceu e agora premiar Rebelo? Ele era o articulador político do governo. Alguma coisa está errada. Ou pune os dois ou premia ambos", ironizou.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;