Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 24 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Em almoço, Alckmin e Doria discutem futuro do PSDB



08/11/2018 | 14:45


O presidente nacional do PSDB, Geraldo Alckmin, e o governador eleito de São Paulo, João Doria, almoçam nesta quinta-feira, 8, no restaurante Piselli, tradicional cantina dos Jardins, para discutir o futuro do partido.

Alckmin e Doria defendem posições opostas sobre a participação e apoio do partido ao governo do presidente eleito Jair Bolsonaro, do PSL.

A relação entre Doria e Alckmin estava estremecida desde a campanha eleitoral no primeiro turno. Na última reunião da Executiva Nacional do PSDB em Brasília, após a eleição, Alckmin chamou Doria de "temerista" e insinuou que ele seria um "traidor".

Na manhã de hoje, Doria realizou uma entrevista coletiva ao lado dos outros dois governadores eleitos tucanos, Eduardo Leite, do Rio Grande do Sul, e Reinaldo Azambuja, do Mato Grosso do Sul. Ambos defenderam o apoio da legenda ao governo Bolsonaro.

Os três também uniram forças para atuar dentro do PSDB. Leite chegou a defender a antecipação da Convenção Nacional do PSDB para maio. Ela está marcada para dezembro de 2019.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Em almoço, Alckmin e Doria discutem futuro do PSDB


08/11/2018 | 14:45


O presidente nacional do PSDB, Geraldo Alckmin, e o governador eleito de São Paulo, João Doria, almoçam nesta quinta-feira, 8, no restaurante Piselli, tradicional cantina dos Jardins, para discutir o futuro do partido.

Alckmin e Doria defendem posições opostas sobre a participação e apoio do partido ao governo do presidente eleito Jair Bolsonaro, do PSL.

A relação entre Doria e Alckmin estava estremecida desde a campanha eleitoral no primeiro turno. Na última reunião da Executiva Nacional do PSDB em Brasília, após a eleição, Alckmin chamou Doria de "temerista" e insinuou que ele seria um "traidor".

Na manhã de hoje, Doria realizou uma entrevista coletiva ao lado dos outros dois governadores eleitos tucanos, Eduardo Leite, do Rio Grande do Sul, e Reinaldo Azambuja, do Mato Grosso do Sul. Ambos defenderam o apoio da legenda ao governo Bolsonaro.

Os três também uniram forças para atuar dentro do PSDB. Leite chegou a defender a antecipação da Convenção Nacional do PSDB para maio. Ela está marcada para dezembro de 2019.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;