Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 22 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Tecnologia

tecnologia@dgabc.com.br | 4435-8301


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Conheça todo o potencial de Pepper, o robôzinho da Microsoft

Da Redação, com assessoria

07/11/2018 | 09:18


Homem Bicentenário. A.I. Eu Robô. O Exterminador. Muitos filmes já mostraram como os robôs subiram ao nível em que ultrapassaram os humanos na maioria dos aspectos. Mas alguns podem dizer que é apenas ficção científica e os robôs nunca substituirão os humanos. É essa opinião que a Microsoft quer mudar com seu robô, o Pepper.

Quer ficar por dentro do mundo da tecnologia e ainda baixar gratuitamente nosso e-book Manual de Segurança na Internet? Clique aqui e assine a newsletter do 33Giga

Pode estar longe dos robôs mostrados nos filmes mencionados anteriormente, mas Pepper se tornou um dos robôs mais populares do mundo. Quando se pensa em robô na linha de trabalho, geralmente se imagina mãos mecânicas fazendo tarefas rotineiras em linhas de montagem. Mas Pepper não é nada disso.

Ele é um robô social humanoide e é o primeiro desse tipo no mundo. Está programado para reconhecer rostos humanos e possui emoções básicas. Sua inteligência artificial permite que ele interaja com os seres humanos por meio de sua interface touch screen e até mesmo em conversas.

O Pepper tem pouco mais de 1 metro de altura e é programado com movimentos expressivos e naturais. Suas capacidades de reconhecimento de fala permitem que ele converse em 15 idiomas diferentes. Ele também pode interagir com uma pessoa usando módulos de percepção, microfones, LEDs e sensores de toque.

Para navegar de forma autônoma e unidirecional, ele usa sonares, câmeras 3D e 2D, uma unidade inercial, para-choques e sensores infravermelhos. Por conta de sua plataforma totalmente aberta e programável, ele pode ser usado para diversos fins.

É interativo

O robô pode ler emoções. Isso faz com que o robô seja uma companhia perfeita para quem mora sozinho. O Pepper pode sentir tristeza, analisando seus tons de voz e expressões faciais. Ele faz isso usando suas câmeras 2D e 3D, juntamente com o reconhecimento facial.

Além da tristeza, ele também pode detectar hostilidade. Os fabricantes de Pepper dizem que o robô evoluiu muito, desde a sua primeira concepção, e agora é realmente muito preciso em detectar emoções humanas básicas e agir de acordo com isso.

É um robô humanóide

Você pode ter interagido com a Siri, o Alexa, o Bixby ou o Google e ter se maravilhado com o modo como os aplicativos baseados em inteligência artificial podem se comunicar com você como outro ser humano. Mas, em comparação à esses sistemas, o Pepper tem o trunfo de poder interagir fisicamente com os usuários.

É totalmente programável

Como o seu smartphone, existem aplicativos disponíveis para o Pepper, que você pode baixar e instalar. Ele pode ser seu assistente pessoal em casa, sua fonte instantânea de informações ou um amigo de conversa.

Quer agradar as pessoas

Pepper foi criada para simular o que uma pessoa gentil deveria ser. Ele pode fazer uma piada ou duas, fazer afirmações positivas ou até mesmo iniciar uma conversa a partir de qualquer tópico sob o sol.

Pepper pode ser seu melhor empregado

É para isso que Pepper é mais usado hoje em dia. Se você tem um restaurante, peça a Pepper para saudar os hóspedes, confirmar reservas, recomendar um prato e outras coisas que um arrumador ou usherette faz.

Os bancos estão usando o robô até para oferecer cartões de crédito, levar clientes a caixas eletrônicos e chamar um bancário humano quando as questões ficam um pouco complexas. Algumas pessoas os estão usando para responder a perguntas sobre o tempo diário ou até mesmo informar sobre as pizzarias mais próximas.

Tem medo da dominação das máquinas? Pense em Pepper como mais do Bicentennial Man ou o kid robot em A.I. em vez daqueles humanóides violentos em I. Robot e Terminator. Os especialistas acreditam que os robôs estão aqui para ajudar os humanos e tornar este mundo um lugar melhor para se viver, não para destruí-lo em benefício próprio.

Leia mais: 
Cientistas boicotam universidade sul-coreana que quer desenvolver robôs assassinos
Em 2020, brasileiros vão falar mais com robôs do que com esposas e maridos

Neuralizador, sabre de luz e outros gadgets que só se vê em filmes e séries:

 
 

<
>

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;