Fechar
Publicidade

Domingo, 17 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

França triplica votos na região e vence em cinco cidades

Nome do PSB atingiu 51% do eleitorado do Grande ABC e superou Doria, inclusive em São Bernardo


Natália Fernandjes
Do dgabc.com.br

29/10/2018 | 07:00


Quarto lugar na preferência do eleitorado do Grande ABC no primeiro turno da disputa estadual, o atual governador Márcio França (PSB) – derrotado por João Doria (PSDB), que comandará o Estado a partir do próximo ano – venceu o concorrente em cinco das sete cidades desta vez: São Bernardo, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra. O socialista conseguiu triplicar o número de votos recebidos na região em três semanas – obteve o apoio de 691.427 eleitores (51% do total), 211,19% mais do que os 222.190 sufrágios conquistados no dia 7, no primeiro turno. Conforme o TSE (Tribunal Superior Eleitoral), 1.353.868 munícipes do Grande ABC foram às urnas ontem.

O governador eleito, por sua vez, obteve maioria dos votos apenas em Santo André e São Caetano, cidades comandadas por prefeitos tucanos – Paulo Serra e José Auricchio Júnior, respectivamente. Foram 662.441 sufrágios totais (48% do total), número 77,05% maior do que os 374.161 conquistados no primeiro turno. Doria foi superado por França inclusive em São Bernardo, cidade liderada por um dos coordenadores de sua campanha, Orlando Morando (PSDB).

Diferentemente do cenário do primeiro turno, quando Doria foi o preferido em seis das sete cidades – Paulo Skaf (MDB) foi o segundo mais votado e Luiz Marinho (PT), o terceiro –, França se saiu melhor do que o tucano nos dois municípios do Grande ABC chefiados por aliados do PSB: Mauá (onde o prefeito é Atila Jacomussi) e Ribeirão Pires (comandado por Adler Kiko Teixeira). Em Mauá, a diferença entre os dois foi de 16.067 sufrágios (conquistou 54,23% do eleitorado). Já em Ribeirão, foi de 2.650 eleitores (preferido por 52,29% dos moradores da região).

O socialista também se destacou em Diadema, onde conquistou 62,77% do eleitorado – foram 130.483 votos, 53.083 a mais do que Doria. No primeiro turno, a cidade do prefeito Lauro Michels (PV) deu preferência ao ex-prefeito de São Bernardo Luiz Marinho (recebeu 60.066 apoios).

NOVIDADE - O Estado de São Paulo não observava disputa em segundo turno ao cargo de governador desde 2002, quando Geraldo Alckmin (PSDB) superou José Genoino (PT) e foi reconduzido ao cargo.

Em 2014, Alckmin foi reeleito no primeiro turno e, entre as sete cidades, foi o candidato mais votado ao cargo de governador – recebeu 635.129 sufrágios. Ele, inclusive, superou a marca dos 50% dos votos válidos em São Caetano (60,33%), Ribeirão Pires (52,70%) e Rio Grande da Serra (54,15%). Naquele ano, Alexandre Padilha (PT) conquistou 353.322 votos no Grande ABC. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;