Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 29 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Turismo

turismo@dgabc.com.br | 4435-8367

Sob o sol de Gramado

Claudinei Plaza/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Cidade da Serra Gaúcha conta com atrativos durante todo o ano


Flavia Kurotori
Especial para o Diário

17/10/2018 | 21:39


Destino tradicional da Serra Gaúcha (Rio Grande do Sul), Gramado reúne atrações para todos os gostos. Localizado na região das Hortênsias, a 115 quilômetros de Porto Alegre, o município é conhecido por ser destino dos amantes do frio, uma vez que, no inverno, a temperatura média é de 13,5°C, podendo atingir índices negativos.

Por outro lado, a primavera e o verão gramadense são mais democráticos. Com dias quentes (26°C), que provocam pancadas de chuva no fim da tarde; e noites amenas (17°C), a cidade promete conquistar turistas em qualquer época do ano, ainda mais que, nessas estações, ela ganha cores e aromas primaveris.

Para quem aprecia o contato com a natureza, por exemplo, o Parque do Lago Negro (entrada gratuita), na Rua A. J. Renner, permite caminhada ou pedalada tranquila sob o canto dos pássaros e a sombra dos pinheiros. O espaço, que fica aberto 24 horas, também convida o visitante a sentar em um dos bancos instalados ao redor do lago para, além de apreciar a vista, desfrutar do tradicional chimarrão.

Já as crianças podem se divertir com pedalinhos, barcos e caravelas que ‘navegam’ pelas águas do lago, que, inclusive, possui tal nome porque é cercado por árvores que vieram da Floresta Negra, no Sudoeste da Alemanha. Vale dizer, elas foram plantadas após incêndio queimar toda a vegetação nativa presente no local, antes chamado de Vale do Bom Retiro.

Deleite para a visão e o olfato, o parque de lavanda Le Jardin (R$ 10 a entrada), na rodovia RS-115), combina espécies de lavandas e flores, permitindo que o jardim de 3,5 hectares permaneça florido durante todo o ano, embora a floração das lavandas – também conhecidas como alfazemas – aconteça de outubro a dezembro. A variedade floral atrai borboletas, que acrescentam movimento e ainda mais cores à paisagem.

Lá é possível conhecer as estufas onde são produzidas as mudas das plantas utilizadas no parque, que também são comercializadas. Ao término da visitação, loja temática oferece produtos à base do óleo essencial da flor, como cosméticos (a partir de R$ 15), além de artigos de decoração e presentes temáticos.

CONTANDO HISTÓRIAS - Do fruto, até se tornar chocolate – um dos atrativos da cidade –, a história e o ciclo do cacau são contados no Reino do Chocolate Caracol (entrada a R$ 18), na Avenida das Hortênsias. Com temática lúdica de um reino de realezas que vivem em castelos, o local funciona como um museu, em que os fatos são contados em cenários interativos.

O visitante pode acompanhar a fabricação dos chocolates da marca e ‘colocar a mão na massa’, produzindo a própria guloseima. Na atração, ainda, é possível escolher o formato e tipo de chocolate, além dos complementos, como amendoim, passas ou confeitos coloridos.

O Museu do Perfume (entrada gratuita) reúne mais de 450 clássicos da perfumaria mundial, que contam fatos e curiosidades, tais como a história do perfume, os conceitos e os termos utilizados neste universo. Na sala principal, o visitante pode ter acesso às principais técnicas utilizadas para extrair essências e matérias-primas das fragrâncias.

A atração é localizada junto à loja Fragram, na Avenida das Hortênsias, que também vale a visita, dado que desenvolve aromas únicos e comercializa produtos como colônias desodorantes (a partir de R$ 35), maquiagem (a partir de R$ 17) e aromatizantes de ambientes (a partir de R$ 9).

SABORES - Não tem como falar em destinos da Serra Gaúcha sem pensar em fondue. Mesmo com as temperaturas mais elevadas da primavera e do verão, o clima mais fresco da noite de Gramado permite jantar sequência de fondue (em média, R$ 70 por pessoa) – que, normalmente, inclui fondue de queijo, carne na pedra e chocolate.

A culinária da cidade é eclética, variando de restaurantes da culinária brasileira, alemã, francesa e italiana a bares e hamburguerias. Independentemente do que desejar comer, a dica é pesquisar, dado que a maioria dos estabelecimentos conta com cardápio na entrada, o que permite verificar opções e valores.

A Avenida Borges de Medeiros e a Rua Coberta contam com concentração de estabelecimentos que, durante a temporada, costumam ter espera. Nos endereços ao redor a procura tende a ser menor, porém, a qualidade e a média de preço são as mesmas.

Curiosidade é que o popular prato feito, ou comercial paulista (aquele que, normalmente, contém arroz, feijão, algum tipo de carne, salada e batata frita), é comumente chamado de à la minuta – e é sugestão de refeição mais em conta (em média, R$ 25).


Por três meses, o Natal é (cheio de) Luz

O Natal Luz, responsável por atrair cerca de 2 milhões de turistas todos os anos, faz com que esta celebração seja mais longa em Gramado, uma vez que o evento começa meses antes da data – neste ano, exatamente dois meses antes, no dia 25 de outubro – e termina apenas em janeiro – dia 13, nesta edição.

De fato, o Natal é bem iluminado. Toda a cidade se engaja e as luzes se espalham pelo comércio, hotéis, restaurantes e casas. Arcos, guirlandas, árvores decoradas e renas enfeitam as ruas.

A magia acontece diariamente, às 20h30, em frente ao Palácio dos Festivais – onde é realizado o Festival de Cinema todos os anos –, quando o show de Acendimento das Luzes (acesso gratuito) dá vida à cidade. O espetáculo musical incentiva o público a acreditar no Natal e, somente com pensamento positivo, é possível fazer o Papai Noel aparecer e, assim, iluminar o município – ou seja, acender todas as luzes simultaneamente.

Para as crianças que desejam fazer seus pedidos ao Bom Velhinho, a Vila de Natal (acesso gratuito), na praça das Etnias, conta com a Casa do Papai Noel. Além do cenário lúdico, o espaço tem expositores locais e intervenções artísticas. Na Rua Coberta – onde há concentração de bares e restaurantes –, é possível acompanhar shows de música, dança e teatro gratuitos todos os dias, ainda sem agenda definida.

Na Avenida Borges de Medeiros, uma das principais vias da cidade, a Parada de Natal (acesso gratuito) passa com banda, soldadinhos e, claro, o Papai Noel, ainda sem agenda definida. No mesmo endereço, os turistas podem acompanhar o Tannenbaufest (acesso gratuito) no último fim de semana de novembro, que é quando comerciantes locais enfeitam os pinheiros que irão decorar a avenida para a celebração. Neste ano, são estimadas 70 árvores.

Embalado por canções natalinas, o espetáculo Reencontros de Natal (entrada a partir de R$ 145), no Lago Joaquina Rita Bier, conta a história do reencontro de uma família. Já o Natal pelo Mundo, Uma Nova Aventura (entrada a partir de R$ 140), no Expogramado, convida o público para uma viagem por diversos países para conhecer tradições natalinas.

O Grande Desfile de Natal (entrada a partir de R$ 145), também no Expogramado, propõe relembrar os espectadores sobre o que move esta data. Para mais informações, basta acessar o link http://www.natalluzdegramado.com.br/.


Pelas ruas, cenários pitorescos e criativos são charme à parte

A arquitetura de Gramado é influenciada pelos descendentes de imigrantes alemães e italianos, que começaram a migrar de Caxias do Sul à cidade em 1873. Por este motivo, um passeio pelo município permite observar casas e comércios que poderiam ter sido cenários de filmes de época.

Exemplo é a igreja de São Pedro, construída em 1917, como uma capela de madeira. Entretanto, em 1943, se iniciou a construção da igreja com pedras basálticas provenientes de pedreiras locais. De estilo romano, levou oito anos até que a igreja fosse inaugurada na Avenida Borges de Medeiros, no Centro gramadense.

A torre, de 46 metros, abriga um sino, feito em bronze, aço e estanho, que funciona eletronicamente desde 2009. No interior, é possível apreciar vitrais que contam a trajetória de São Pedro ao lado de Jesus Cristo. Na parte externa, a praça conta com esculturas dos 12 apóstolos em tamanho real e fontes abastecidas pela água da chuva.

Conhecida como Rua Torta, a Rua Emílio Sorgetz possui formato similar ao da famosa Lombard Street de São Francisco (Estados Unidos). Com curvas consecutivas e ladeado por flores, o local é atração que instiga a imaginação e cenário diferenciado para fotos.

Para os apaixonados, a Fonte do Amor Eterno, ao lado da igreja de São Pedro, é parada certa. Inspirada pela Pont des Arts, em Paris (França), a lenda prega que quem prender cadeado com nome do casal – ou de pessoas que desejam celebrar o seu amor – no parapeito da fonte, terá união eterna.

A atração foi inaugurada em 2013 e o cadeado pode ser adquirido (em média, R$ 15) no comércio ao lado da fonte, onde também é possível gravar o nome dos apaixonados no objeto.


Guia de viagem

COMO IR

Há voos entre São Paulo e Porto Alegre (Aeroporto Salgado Filho), que fica a 97 quilômetros de Gramado. Partindo do aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, há passagem para ida no dia 15 de novembro e volta no dia 20 do mesmo mês a partir de R$ 950 pela Avianca e, pela Azul, a partir de R$ 1.500.

De Congonhas, na Capital, há passagem da Gol, ida e volta, a partir de R$ 1.400 e, pela Azul, a R$ 1.700. As cotações foram realizadas pelo site Decolar.com.

Da capital gaúcha a Gramado, o trajeto mais rápido, que dura cerca de duas horas, é feito pelas rodovias BR-116, RS-239 e RS-115. A viação Citral faz o trajeto de ida e volta por, em média, R$ 100, dependendo do horário e do ônibus selecionado.

ONDE FICAR

Cotação feita para um casal, por cinco noites, do dia 15 a 20 de novembro, pelo site Decolar.com.

Hotel Refúgio da Montanha – R$ 661 a diária
Site: www.hotelrefugiodamontanha.com.br

Hotel Sky – R$ 952 a diária
Site: www.hotelsky.com.br

Wish Serrano Resort & Convention Gramado – R$ 1.236 a diária
Site: www.wishhotels.com
 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Sob o sol de Gramado

Cidade da Serra Gaúcha conta com atrativos durante todo o ano

Flavia Kurotori
Especial para o Diário

17/10/2018 | 21:39


Destino tradicional da Serra Gaúcha (Rio Grande do Sul), Gramado reúne atrações para todos os gostos. Localizado na região das Hortênsias, a 115 quilômetros de Porto Alegre, o município é conhecido por ser destino dos amantes do frio, uma vez que, no inverno, a temperatura média é de 13,5°C, podendo atingir índices negativos.

Por outro lado, a primavera e o verão gramadense são mais democráticos. Com dias quentes (26°C), que provocam pancadas de chuva no fim da tarde; e noites amenas (17°C), a cidade promete conquistar turistas em qualquer época do ano, ainda mais que, nessas estações, ela ganha cores e aromas primaveris.

Para quem aprecia o contato com a natureza, por exemplo, o Parque do Lago Negro (entrada gratuita), na Rua A. J. Renner, permite caminhada ou pedalada tranquila sob o canto dos pássaros e a sombra dos pinheiros. O espaço, que fica aberto 24 horas, também convida o visitante a sentar em um dos bancos instalados ao redor do lago para, além de apreciar a vista, desfrutar do tradicional chimarrão.

Já as crianças podem se divertir com pedalinhos, barcos e caravelas que ‘navegam’ pelas águas do lago, que, inclusive, possui tal nome porque é cercado por árvores que vieram da Floresta Negra, no Sudoeste da Alemanha. Vale dizer, elas foram plantadas após incêndio queimar toda a vegetação nativa presente no local, antes chamado de Vale do Bom Retiro.

Deleite para a visão e o olfato, o parque de lavanda Le Jardin (R$ 10 a entrada), na rodovia RS-115), combina espécies de lavandas e flores, permitindo que o jardim de 3,5 hectares permaneça florido durante todo o ano, embora a floração das lavandas – também conhecidas como alfazemas – aconteça de outubro a dezembro. A variedade floral atrai borboletas, que acrescentam movimento e ainda mais cores à paisagem.

Lá é possível conhecer as estufas onde são produzidas as mudas das plantas utilizadas no parque, que também são comercializadas. Ao término da visitação, loja temática oferece produtos à base do óleo essencial da flor, como cosméticos (a partir de R$ 15), além de artigos de decoração e presentes temáticos.

CONTANDO HISTÓRIAS - Do fruto, até se tornar chocolate – um dos atrativos da cidade –, a história e o ciclo do cacau são contados no Reino do Chocolate Caracol (entrada a R$ 18), na Avenida das Hortênsias. Com temática lúdica de um reino de realezas que vivem em castelos, o local funciona como um museu, em que os fatos são contados em cenários interativos.

O visitante pode acompanhar a fabricação dos chocolates da marca e ‘colocar a mão na massa’, produzindo a própria guloseima. Na atração, ainda, é possível escolher o formato e tipo de chocolate, além dos complementos, como amendoim, passas ou confeitos coloridos.

O Museu do Perfume (entrada gratuita) reúne mais de 450 clássicos da perfumaria mundial, que contam fatos e curiosidades, tais como a história do perfume, os conceitos e os termos utilizados neste universo. Na sala principal, o visitante pode ter acesso às principais técnicas utilizadas para extrair essências e matérias-primas das fragrâncias.

A atração é localizada junto à loja Fragram, na Avenida das Hortênsias, que também vale a visita, dado que desenvolve aromas únicos e comercializa produtos como colônias desodorantes (a partir de R$ 35), maquiagem (a partir de R$ 17) e aromatizantes de ambientes (a partir de R$ 9).

SABORES - Não tem como falar em destinos da Serra Gaúcha sem pensar em fondue. Mesmo com as temperaturas mais elevadas da primavera e do verão, o clima mais fresco da noite de Gramado permite jantar sequência de fondue (em média, R$ 70 por pessoa) – que, normalmente, inclui fondue de queijo, carne na pedra e chocolate.

A culinária da cidade é eclética, variando de restaurantes da culinária brasileira, alemã, francesa e italiana a bares e hamburguerias. Independentemente do que desejar comer, a dica é pesquisar, dado que a maioria dos estabelecimentos conta com cardápio na entrada, o que permite verificar opções e valores.

A Avenida Borges de Medeiros e a Rua Coberta contam com concentração de estabelecimentos que, durante a temporada, costumam ter espera. Nos endereços ao redor a procura tende a ser menor, porém, a qualidade e a média de preço são as mesmas.

Curiosidade é que o popular prato feito, ou comercial paulista (aquele que, normalmente, contém arroz, feijão, algum tipo de carne, salada e batata frita), é comumente chamado de à la minuta – e é sugestão de refeição mais em conta (em média, R$ 25).


Por três meses, o Natal é (cheio de) Luz

O Natal Luz, responsável por atrair cerca de 2 milhões de turistas todos os anos, faz com que esta celebração seja mais longa em Gramado, uma vez que o evento começa meses antes da data – neste ano, exatamente dois meses antes, no dia 25 de outubro – e termina apenas em janeiro – dia 13, nesta edição.

De fato, o Natal é bem iluminado. Toda a cidade se engaja e as luzes se espalham pelo comércio, hotéis, restaurantes e casas. Arcos, guirlandas, árvores decoradas e renas enfeitam as ruas.

A magia acontece diariamente, às 20h30, em frente ao Palácio dos Festivais – onde é realizado o Festival de Cinema todos os anos –, quando o show de Acendimento das Luzes (acesso gratuito) dá vida à cidade. O espetáculo musical incentiva o público a acreditar no Natal e, somente com pensamento positivo, é possível fazer o Papai Noel aparecer e, assim, iluminar o município – ou seja, acender todas as luzes simultaneamente.

Para as crianças que desejam fazer seus pedidos ao Bom Velhinho, a Vila de Natal (acesso gratuito), na praça das Etnias, conta com a Casa do Papai Noel. Além do cenário lúdico, o espaço tem expositores locais e intervenções artísticas. Na Rua Coberta – onde há concentração de bares e restaurantes –, é possível acompanhar shows de música, dança e teatro gratuitos todos os dias, ainda sem agenda definida.

Na Avenida Borges de Medeiros, uma das principais vias da cidade, a Parada de Natal (acesso gratuito) passa com banda, soldadinhos e, claro, o Papai Noel, ainda sem agenda definida. No mesmo endereço, os turistas podem acompanhar o Tannenbaufest (acesso gratuito) no último fim de semana de novembro, que é quando comerciantes locais enfeitam os pinheiros que irão decorar a avenida para a celebração. Neste ano, são estimadas 70 árvores.

Embalado por canções natalinas, o espetáculo Reencontros de Natal (entrada a partir de R$ 145), no Lago Joaquina Rita Bier, conta a história do reencontro de uma família. Já o Natal pelo Mundo, Uma Nova Aventura (entrada a partir de R$ 140), no Expogramado, convida o público para uma viagem por diversos países para conhecer tradições natalinas.

O Grande Desfile de Natal (entrada a partir de R$ 145), também no Expogramado, propõe relembrar os espectadores sobre o que move esta data. Para mais informações, basta acessar o link http://www.natalluzdegramado.com.br/.


Pelas ruas, cenários pitorescos e criativos são charme à parte

A arquitetura de Gramado é influenciada pelos descendentes de imigrantes alemães e italianos, que começaram a migrar de Caxias do Sul à cidade em 1873. Por este motivo, um passeio pelo município permite observar casas e comércios que poderiam ter sido cenários de filmes de época.

Exemplo é a igreja de São Pedro, construída em 1917, como uma capela de madeira. Entretanto, em 1943, se iniciou a construção da igreja com pedras basálticas provenientes de pedreiras locais. De estilo romano, levou oito anos até que a igreja fosse inaugurada na Avenida Borges de Medeiros, no Centro gramadense.

A torre, de 46 metros, abriga um sino, feito em bronze, aço e estanho, que funciona eletronicamente desde 2009. No interior, é possível apreciar vitrais que contam a trajetória de São Pedro ao lado de Jesus Cristo. Na parte externa, a praça conta com esculturas dos 12 apóstolos em tamanho real e fontes abastecidas pela água da chuva.

Conhecida como Rua Torta, a Rua Emílio Sorgetz possui formato similar ao da famosa Lombard Street de São Francisco (Estados Unidos). Com curvas consecutivas e ladeado por flores, o local é atração que instiga a imaginação e cenário diferenciado para fotos.

Para os apaixonados, a Fonte do Amor Eterno, ao lado da igreja de São Pedro, é parada certa. Inspirada pela Pont des Arts, em Paris (França), a lenda prega que quem prender cadeado com nome do casal – ou de pessoas que desejam celebrar o seu amor – no parapeito da fonte, terá união eterna.

A atração foi inaugurada em 2013 e o cadeado pode ser adquirido (em média, R$ 15) no comércio ao lado da fonte, onde também é possível gravar o nome dos apaixonados no objeto.


Guia de viagem

COMO IR

Há voos entre São Paulo e Porto Alegre (Aeroporto Salgado Filho), que fica a 97 quilômetros de Gramado. Partindo do aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, há passagem para ida no dia 15 de novembro e volta no dia 20 do mesmo mês a partir de R$ 950 pela Avianca e, pela Azul, a partir de R$ 1.500.

De Congonhas, na Capital, há passagem da Gol, ida e volta, a partir de R$ 1.400 e, pela Azul, a R$ 1.700. As cotações foram realizadas pelo site Decolar.com.

Da capital gaúcha a Gramado, o trajeto mais rápido, que dura cerca de duas horas, é feito pelas rodovias BR-116, RS-239 e RS-115. A viação Citral faz o trajeto de ida e volta por, em média, R$ 100, dependendo do horário e do ônibus selecionado.

ONDE FICAR

Cotação feita para um casal, por cinco noites, do dia 15 a 20 de novembro, pelo site Decolar.com.

Hotel Refúgio da Montanha – R$ 661 a diária
Site: www.hotelrefugiodamontanha.com.br

Hotel Sky – R$ 952 a diária
Site: www.hotelsky.com.br

Wish Serrano Resort & Convention Gramado – R$ 1.236 a diária
Site: www.wishhotels.com
 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;