Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 10 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Chanceleres do G-8 discutem Síria e Coreia do Norte



11/04/2012 | 02:11


Ministros das Relações Exteriores do grupo das oito principais economias do mundo vão se reunir nesta quarta-feira para pressionar por uma ação internacional sobre questões de segurança envolvendo a Síria e a Coreia do Norte. Diplomatas dos Estados Unidos, Rússia, Reino Unido, Canadá, França, Alemanha, Itália e Japão se reúnem no momento em que a Síria ameaça violar um acordo de cessar-fogo e a Coreia do Norte afirma que lançará um foguete de longo alcance.

 

A secretária de Estado dos EUA, Hillary Clinton, disse na terça-feira que vai intensificar as conversas com seu colega russo, Sergei Lavrov, sobre o plano de Kofi Annan, enviado especial das Nações Unidas e da Liga Árabe para a Síria, que determina o cessar-fogo no país. O encontro ocorrerá à margem da reunião de dois dias do G-8. Como as outras capitais do grupo, Moscou, aliada militar síria, apoiou o plano. Vetou, porém, as medidas do Conselho de Segurança da ONU que condenam o presidente da Síria, Bashar Assad.

 

Os ministros do G-8 também vão discutir o lançamento de um foguete pela Coreia do Norte, que Pyongyang afirma ter como objetivo colocar um satélite em órbita - mas que Estados Unidos e seus aliados garantem ser um teste de míssil disfarçado, promovido pela nação que possui armas nucleares. O lançamento do foguete está previsto para ocorrer entre os dias 12 e 16 de abril. Durante coletiva de imprensa conjunta em Washington na terça-feira, Hillary e o chanceler japonês, Koichiro Gemba, alertaram que a ONU tomará medidas "apropriadas" se a Coreia do Norte insistir em seguir adiante no lançamento. As informações são da Dow Jones.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Chanceleres do G-8 discutem Síria e Coreia do Norte


11/04/2012 | 02:11


Ministros das Relações Exteriores do grupo das oito principais economias do mundo vão se reunir nesta quarta-feira para pressionar por uma ação internacional sobre questões de segurança envolvendo a Síria e a Coreia do Norte. Diplomatas dos Estados Unidos, Rússia, Reino Unido, Canadá, França, Alemanha, Itália e Japão se reúnem no momento em que a Síria ameaça violar um acordo de cessar-fogo e a Coreia do Norte afirma que lançará um foguete de longo alcance.

 

A secretária de Estado dos EUA, Hillary Clinton, disse na terça-feira que vai intensificar as conversas com seu colega russo, Sergei Lavrov, sobre o plano de Kofi Annan, enviado especial das Nações Unidas e da Liga Árabe para a Síria, que determina o cessar-fogo no país. O encontro ocorrerá à margem da reunião de dois dias do G-8. Como as outras capitais do grupo, Moscou, aliada militar síria, apoiou o plano. Vetou, porém, as medidas do Conselho de Segurança da ONU que condenam o presidente da Síria, Bashar Assad.

 

Os ministros do G-8 também vão discutir o lançamento de um foguete pela Coreia do Norte, que Pyongyang afirma ter como objetivo colocar um satélite em órbita - mas que Estados Unidos e seus aliados garantem ser um teste de míssil disfarçado, promovido pela nação que possui armas nucleares. O lançamento do foguete está previsto para ocorrer entre os dias 12 e 16 de abril. Durante coletiva de imprensa conjunta em Washington na terça-feira, Hillary e o chanceler japonês, Koichiro Gemba, alertaram que a ONU tomará medidas "apropriadas" se a Coreia do Norte insistir em seguir adiante no lançamento. As informações são da Dow Jones.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;