Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 23 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Delegados elegem a lista tríplice para chefe da Polícia Civil de SP



01/10/2018 | 13:24


Os delegados de São Paulo elegeram a lista tríplice para o cargo de delegado-geral da Polícia Civil do Estado. Com 508 votos, Domingos Paulo Neto alcançou o primeiro lugar, com larga margem de vantagem sobre seus oponentes mais próximos, Antônio Mestre Júnior, que ficou em segundo (235 votos) e Edson Minoru Nakamura, em terceiro (182). A lista será levada ao futuro governador paulista, que poderá indicar um dos nomes para assumir a chefia da Polícia Civil - aspiração antiga da classe.

Domingos Paulo Neto, com 61 anos de idade, quase 42 de carreira, bate com folga até mesmo a soma dos votos do segundo e terceiro colocados, 417. O eleito em primeiro lugar sempre defendeu esse modelo de escolha para delegado-geral.

O resultado do pleito da categoria será anunciado oficialmente nesta segunda-feira, 1º, às 14h30, na sede da Associação dos Delegados de Polícia Do Estado.

A divulgação será realizada pelo presidente da entidade, Gustavo Mesquita, e pela presidente do Sindicato dos Delegados, Raquel Gallinati, que organizaram a votação inédita na história da Instituição. Nunca os delegados elegeram o número 1 da Instituição.

A eleição para o posto mais alto da corporação se prolongou por dez dias. Ela foi iniciada no dia 18 de setembro e encerrada no dia 29. Não há previsão constitucional para a formação da lista tríplice, ou seja, o chefe do Executivo não tem que escolher nenhum nome. Mas os delegados consideram que dão um passo importante para a concretização de sua antiga aspiração.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Delegados elegem a lista tríplice para chefe da Polícia Civil de SP


01/10/2018 | 13:24


Os delegados de São Paulo elegeram a lista tríplice para o cargo de delegado-geral da Polícia Civil do Estado. Com 508 votos, Domingos Paulo Neto alcançou o primeiro lugar, com larga margem de vantagem sobre seus oponentes mais próximos, Antônio Mestre Júnior, que ficou em segundo (235 votos) e Edson Minoru Nakamura, em terceiro (182). A lista será levada ao futuro governador paulista, que poderá indicar um dos nomes para assumir a chefia da Polícia Civil - aspiração antiga da classe.

Domingos Paulo Neto, com 61 anos de idade, quase 42 de carreira, bate com folga até mesmo a soma dos votos do segundo e terceiro colocados, 417. O eleito em primeiro lugar sempre defendeu esse modelo de escolha para delegado-geral.

O resultado do pleito da categoria será anunciado oficialmente nesta segunda-feira, 1º, às 14h30, na sede da Associação dos Delegados de Polícia Do Estado.

A divulgação será realizada pelo presidente da entidade, Gustavo Mesquita, e pela presidente do Sindicato dos Delegados, Raquel Gallinati, que organizaram a votação inédita na história da Instituição. Nunca os delegados elegeram o número 1 da Instituição.

A eleição para o posto mais alto da corporação se prolongou por dez dias. Ela foi iniciada no dia 18 de setembro e encerrada no dia 29. Não há previsão constitucional para a formação da lista tríplice, ou seja, o chefe do Executivo não tem que escolher nenhum nome. Mas os delegados consideram que dão um passo importante para a concretização de sua antiga aspiração.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;