Fechar
Publicidade

Sábado, 30 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Escola investe em aulas experimentais para formar ‘amigos do meio ambiente’

André Henriques/DGABC  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Jardim vertical e projeto de arrecadar óleo de cozinha para fazer sabão mobilizam alunos


Bianca Barbosa
Especial para o Diário

28/09/2018 | 07:00


 Formar cidadãos que respeitem a sociedade e o meio ambiente é um dos objetivos do Instituto de Ensino Pró Saber, localizado no Centro de Santo André. Por lá, os estudantes têm acesso a aulas experimentais, momento em que colocam em prática todo o aprendizado obtido na disciplina de Ciências. Jardim vertical feito a partir de garrafas plásticas e projeto de arrecadação de óleo de cozinha em troca de sabão são exemplos.

Toda a experiência foi detalhada ontem, quando os alunos participaram da 12ª edição do Desafio de Redação, que neste ano propõe discussão sobre o tema Uma Atitude Sustentável Pode Mudar o Mundo.

“Temos um currículo de Ciências bem diferenciado e eles (alunos) tiveram aula inspiradora de pesquisa sobre sustentabilidade”, explicou a diretora pedagógica Cláudia Vieira Zechetti. A escola trabalha ainda princípios éticos e, por esse motivo, os alunos aprendem a respeitar a sociedade e a natureza. “Eles sabem que precisam servir bem o meio ambiente, de forma consciente. Sustentabilidade é um tema que eles trabalham desde os primeiros anos”, disse.

“Abordei economia sustentável, que une desenvolvimento econômico e a preservação do meio ambiente na redação”, compartilhou o estudante do 9º ano do Ensino Fundamental Lucas Gonçalves Bento, 14 anos. Lucas destacou que atitudes sustentáveis “são praticamente automáticas” para jovens da idade dele, que já cresceram com a preocupação de cuidar do meio ambiente.

Já a amiga Nathalia Garcia Dias, 14, fez comparativo entre a sociedade atual e a antiga. Segundo ela, para resolver os problemas ambientais de hoje é preciso poluir menos. “A sustentabilidade antigamente era bem diferente de agora. Antes não havia fiscalização tão rígida quanto hoje, por isso, chegamos a este estado de degradação”, apontou. Embora confesse não adotar medidas ‘amigas do meio ambiente’ em 100% das suas atividades, ela ressalta que lembra a mãe de doar o óleo para reciclagem.

O concurso literário do Diário é correalizado pela USCS, patrocinado pelo Saesa (Sistema de Água, Esgoto e Saneamento Ambiental de São Caetano), copatrocinado pela Braskem, e tem apoio da rede de academias Smart Fit.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Escola investe em aulas experimentais para formar ‘amigos do meio ambiente’

Jardim vertical e projeto de arrecadar óleo de cozinha para fazer sabão mobilizam alunos

Bianca Barbosa
Especial para o Diário

28/09/2018 | 07:00


 Formar cidadãos que respeitem a sociedade e o meio ambiente é um dos objetivos do Instituto de Ensino Pró Saber, localizado no Centro de Santo André. Por lá, os estudantes têm acesso a aulas experimentais, momento em que colocam em prática todo o aprendizado obtido na disciplina de Ciências. Jardim vertical feito a partir de garrafas plásticas e projeto de arrecadação de óleo de cozinha em troca de sabão são exemplos.

Toda a experiência foi detalhada ontem, quando os alunos participaram da 12ª edição do Desafio de Redação, que neste ano propõe discussão sobre o tema Uma Atitude Sustentável Pode Mudar o Mundo.

“Temos um currículo de Ciências bem diferenciado e eles (alunos) tiveram aula inspiradora de pesquisa sobre sustentabilidade”, explicou a diretora pedagógica Cláudia Vieira Zechetti. A escola trabalha ainda princípios éticos e, por esse motivo, os alunos aprendem a respeitar a sociedade e a natureza. “Eles sabem que precisam servir bem o meio ambiente, de forma consciente. Sustentabilidade é um tema que eles trabalham desde os primeiros anos”, disse.

“Abordei economia sustentável, que une desenvolvimento econômico e a preservação do meio ambiente na redação”, compartilhou o estudante do 9º ano do Ensino Fundamental Lucas Gonçalves Bento, 14 anos. Lucas destacou que atitudes sustentáveis “são praticamente automáticas” para jovens da idade dele, que já cresceram com a preocupação de cuidar do meio ambiente.

Já a amiga Nathalia Garcia Dias, 14, fez comparativo entre a sociedade atual e a antiga. Segundo ela, para resolver os problemas ambientais de hoje é preciso poluir menos. “A sustentabilidade antigamente era bem diferente de agora. Antes não havia fiscalização tão rígida quanto hoje, por isso, chegamos a este estado de degradação”, apontou. Embora confesse não adotar medidas ‘amigas do meio ambiente’ em 100% das suas atividades, ela ressalta que lembra a mãe de doar o óleo para reciclagem.

O concurso literário do Diário é correalizado pela USCS, patrocinado pelo Saesa (Sistema de Água, Esgoto e Saneamento Ambiental de São Caetano), copatrocinado pela Braskem, e tem apoio da rede de academias Smart Fit.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;