Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 23 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Fundo partidário divide PT internamente


Raphael Rocha

20/09/2018 | 06:57


Ao mesmo tempo em que petistas mostram otimismo com a subida do presidenciável do PT, Fernando Haddad, nas pesquisas, o clima na chapa proporcional não é dos melhores. Isso porque a direção nacional do partido decidiu fatiar em cotas o repasse do fundo partidário aos candidatos. O critério foi privilegiar postulantes a deputado federal em reeleição ou com grande possibilidade de vencer. Nomes que buscam lugar ao sol na legenda obtiveram pouca contribuição. No Grande ABC, há candidato que recebeu R$ 15 mil da sigla para tocar sua campanha. Estratégia à parte, essa divisão vem gerando críticas e desconfortos internos, principalmente porque os dirigentes pregam que o PT estimula a pluralidade entre seus militantes. 

Confronto

 O prefeito de Diadema, Lauro Michels (PV), se envolveu em mais uma polêmica ontem pela manhã, quando deu início a programa de recapeamento de rua na Avenida Fundibem, no bairro Casa Grande. Um morador foi ao verde e, gravando, perguntou sobre obra de construção de creche no bairro. Houve pequeno bate-boca, porque o morador insinuou que Lauro pintou situação mais grave do edifício com objetivos eleitorais. Depois, perguntou sobre a construção de outro hospital. “Aprovamos (o financiamento) na Câmara, mas houve vereador que votou contra. O Ronaldo Lacerda (PT) foi um deles”, respondeu. Nesse meio-tempo, o secretário de Educação, Cacá Vianna (PSB), surge por trás do cidadão, com mão em seu ombro direito, aparentemente puxando o rapaz para que Lauro pudesse deixar o local. “É ditadura ou o quê?”, reclamou o morador. “Você quem está falando”, retrucou Cacá. 

Agenda eleitoral

 Candidato a governador do Estado pelo PSDB, João Doria terá agenda extensa no Grande ABC hoje. A atividade começa às 11h, em Ribeirão Pires, em caminhada pelo Centro. Às 13h, o tucano pedirá votos em Mauá, em ato na Avenida Barão de Mauá. Depois, às 15h, fará corpo a corpo com eleitor na Praça Castelo Branco, no Centro de Diadema.

Dois aptos, um inapto

 Os candidatos Nilson Bonome (PRB), a deputado federal, e Mário Maurici de Lima Morais (PT), a estadual, tiveram registros deferidos pelo TRE-SP (Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo), superando, assim, pedido de impugnação apresentado pela PRE-SP (Procuradoria Regional Eleitoral de São Paulo). Já o ex-vereador Aldo Santos (Psol), de São Bernardo, teve indeferido seu projeto para deputado federal neste ano. Ele já recorreu.

Jantar em Santo André

 O prefeito de Santo André, Paulo Serra (PSDB), organiza jantar com o economista Pérsio Arida, que cuida do setor na campanha presidencial de Geraldo Alckmin (PSDB). A atividade acontece na segunda-feira, a partir das 20h, no Espaço Figueiras – Rua das Figueiras, 420. O convite custa R$ 1.000, recurso que será revertido à empreitada eleitoral de Alckmin.

Carinho no inimigo

 Ex-prefeito de Mauá e candidato a deputado federal pelo Pros, Donisete Braga postou foto de caminhada pela cidade com três cachorros. O curioso é que os animais pertencem ao seu adversário político, o atual prefeito Atila Jacomussi (PSB). São três golden retriever: Jack, Sarah e Thor. Todos, segundo Atila, com sobrenome Jacomussi.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Fundo partidário divide PT internamente

Raphael Rocha

20/09/2018 | 06:57


Ao mesmo tempo em que petistas mostram otimismo com a subida do presidenciável do PT, Fernando Haddad, nas pesquisas, o clima na chapa proporcional não é dos melhores. Isso porque a direção nacional do partido decidiu fatiar em cotas o repasse do fundo partidário aos candidatos. O critério foi privilegiar postulantes a deputado federal em reeleição ou com grande possibilidade de vencer. Nomes que buscam lugar ao sol na legenda obtiveram pouca contribuição. No Grande ABC, há candidato que recebeu R$ 15 mil da sigla para tocar sua campanha. Estratégia à parte, essa divisão vem gerando críticas e desconfortos internos, principalmente porque os dirigentes pregam que o PT estimula a pluralidade entre seus militantes. 

Confronto

 O prefeito de Diadema, Lauro Michels (PV), se envolveu em mais uma polêmica ontem pela manhã, quando deu início a programa de recapeamento de rua na Avenida Fundibem, no bairro Casa Grande. Um morador foi ao verde e, gravando, perguntou sobre obra de construção de creche no bairro. Houve pequeno bate-boca, porque o morador insinuou que Lauro pintou situação mais grave do edifício com objetivos eleitorais. Depois, perguntou sobre a construção de outro hospital. “Aprovamos (o financiamento) na Câmara, mas houve vereador que votou contra. O Ronaldo Lacerda (PT) foi um deles”, respondeu. Nesse meio-tempo, o secretário de Educação, Cacá Vianna (PSB), surge por trás do cidadão, com mão em seu ombro direito, aparentemente puxando o rapaz para que Lauro pudesse deixar o local. “É ditadura ou o quê?”, reclamou o morador. “Você quem está falando”, retrucou Cacá. 

Agenda eleitoral

 Candidato a governador do Estado pelo PSDB, João Doria terá agenda extensa no Grande ABC hoje. A atividade começa às 11h, em Ribeirão Pires, em caminhada pelo Centro. Às 13h, o tucano pedirá votos em Mauá, em ato na Avenida Barão de Mauá. Depois, às 15h, fará corpo a corpo com eleitor na Praça Castelo Branco, no Centro de Diadema.

Dois aptos, um inapto

 Os candidatos Nilson Bonome (PRB), a deputado federal, e Mário Maurici de Lima Morais (PT), a estadual, tiveram registros deferidos pelo TRE-SP (Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo), superando, assim, pedido de impugnação apresentado pela PRE-SP (Procuradoria Regional Eleitoral de São Paulo). Já o ex-vereador Aldo Santos (Psol), de São Bernardo, teve indeferido seu projeto para deputado federal neste ano. Ele já recorreu.

Jantar em Santo André

 O prefeito de Santo André, Paulo Serra (PSDB), organiza jantar com o economista Pérsio Arida, que cuida do setor na campanha presidencial de Geraldo Alckmin (PSDB). A atividade acontece na segunda-feira, a partir das 20h, no Espaço Figueiras – Rua das Figueiras, 420. O convite custa R$ 1.000, recurso que será revertido à empreitada eleitoral de Alckmin.

Carinho no inimigo

 Ex-prefeito de Mauá e candidato a deputado federal pelo Pros, Donisete Braga postou foto de caminhada pela cidade com três cachorros. O curioso é que os animais pertencem ao seu adversário político, o atual prefeito Atila Jacomussi (PSB). São três golden retriever: Jack, Sarah e Thor. Todos, segundo Atila, com sobrenome Jacomussi.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;