Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 19 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Volume de dívidas cresce 1,1% em agosto na base anual, dizem CNDL e SPC Brasil

Marcello Casal Jr/Agência Brasil Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


13/09/2018 | 12:38


O volume de dívidas cresceu 1,11% em agosto na comparação com o mesmo mês no ano passado, mostra pesquisa realizada pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e SPC Brasil. Na base mensal de comparação, isto é, agosto frente julho, foi observado uma leve queda de 0,66% no volume de dívidas em atraso.

Os dados das pendências por setor credor revelam que as dívidas bancárias, que englobam cartão de crédito, cheque especial e empréstimos, por exemplo, é a que apresentou a alta mais expressiva em agosto, de 7,03% na comparação com o mesmo mês de 2017.

O segundo setor mais impactado pela inadimplência foi o de serviços básicos, como água e luz, cujo crescimento foi de 3,42%.

Os atrasos no crediário do comércio caíram 6,01%, enquanto as pendências com TV por assinatura, internet e telefonia se mantiveram estáveis, com pequeno avanço de 0,01% no período.

Em termos de participação, mais da metade (52%) de todos os compromissos financeiros não quitados pelo brasileiro foi contraída em bancos ou financeiras, seguidas do comércio, com 18%, setor de comunicação, com alta de 14% e empresas prestadoras de serviços básicos, com 8%.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Volume de dívidas cresce 1,1% em agosto na base anual, dizem CNDL e SPC Brasil


13/09/2018 | 12:38


O volume de dívidas cresceu 1,11% em agosto na comparação com o mesmo mês no ano passado, mostra pesquisa realizada pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e SPC Brasil. Na base mensal de comparação, isto é, agosto frente julho, foi observado uma leve queda de 0,66% no volume de dívidas em atraso.

Os dados das pendências por setor credor revelam que as dívidas bancárias, que englobam cartão de crédito, cheque especial e empréstimos, por exemplo, é a que apresentou a alta mais expressiva em agosto, de 7,03% na comparação com o mesmo mês de 2017.

O segundo setor mais impactado pela inadimplência foi o de serviços básicos, como água e luz, cujo crescimento foi de 3,42%.

Os atrasos no crediário do comércio caíram 6,01%, enquanto as pendências com TV por assinatura, internet e telefonia se mantiveram estáveis, com pequeno avanço de 0,01% no período.

Em termos de participação, mais da metade (52%) de todos os compromissos financeiros não quitados pelo brasileiro foi contraída em bancos ou financeiras, seguidas do comércio, com 18%, setor de comunicação, com alta de 14% e empresas prestadoras de serviços básicos, com 8%.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;