Fechar
Publicidade

Domingo, 20 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Na Argentina, manifestantes protestam contra medidas de austeridade de Macri



12/09/2018 | 21:53


Milhares de argentinos realizaram uma manifestação para protestar contra as recentes medidas de austeridade do governo de Maurício Macri e para exigir soluções para a crise econômica que o país enfrenta.

Manifestantes liderados por grupos sindicais travaram o trânsito em algumas das principais avenidas da capital argentina nesta quarta-feira. Alguns manifestantes cozinharam guisados em panelas e ofereciam à população para dramatizar os crescentes níveis de pobreza em solo argentino. Os preços ao consumidor do país estão em alta, o desemprego está aumentando e o peso tem se desvalorizado acentuadamente em relação ao dólar.

A crise forçou o governo Macri a buscar uma linha de crédito de US$ 50 bilhões junto ao Fundo Monetário Internacional (FMI). O presidente argentino anunciou recentemente novos impostos sobre as exportações e a eliminação de diversos ministérios do governo para acalmar as preocupações dos mercados financeiros sobre a capacidade da Argentina de pagar suas dívidas. Fonte: Associated Press.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Na Argentina, manifestantes protestam contra medidas de austeridade de Macri


12/09/2018 | 21:53


Milhares de argentinos realizaram uma manifestação para protestar contra as recentes medidas de austeridade do governo de Maurício Macri e para exigir soluções para a crise econômica que o país enfrenta.

Manifestantes liderados por grupos sindicais travaram o trânsito em algumas das principais avenidas da capital argentina nesta quarta-feira. Alguns manifestantes cozinharam guisados em panelas e ofereciam à população para dramatizar os crescentes níveis de pobreza em solo argentino. Os preços ao consumidor do país estão em alta, o desemprego está aumentando e o peso tem se desvalorizado acentuadamente em relação ao dólar.

A crise forçou o governo Macri a buscar uma linha de crédito de US$ 50 bilhões junto ao Fundo Monetário Internacional (FMI). O presidente argentino anunciou recentemente novos impostos sobre as exportações e a eliminação de diversos ministérios do governo para acalmar as preocupações dos mercados financeiros sobre a capacidade da Argentina de pagar suas dívidas. Fonte: Associated Press.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;