Fechar
Publicidade

Domingo, 23 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Reviravolta esperada com volta de Atila


Fábio Martins

12/09/2018 | 07:00


Solto desde junho, o prefeito eleito de Mauá, Atila Jacomussi (PSB), foi preterido neste período pelo governo interino de Alaíde Damo (MDB), e também pela Câmara, que já havia “esquecido” o socialista. Mesmo com a sua liberdade – a prisão aconteceu, em flagrante, em maio, ficando detido por pouco mais de um mês –, aliados de primeira ordem foram exonerados do Paço, sem consentimento, e o Legislativo deu base à emedebista. Rejeitou, recentemente, convite para esclarecimentos na Casa. Dizem que Atila perdeu muito politicamente com toda a situação, porém é inegável que a volta pegará ex-aliados de calças curtas. Analistas mencionam até que, mesmo com o retorno, o revés eleitoral seria insanável, contudo, falta metade do mandato. Muita água ainda vai rolar debaixo dessa ponte.


BASTIDORES

Xou em visita por Mauá
Na caminhada do presidenciável Ciro Gomes, do PDT, por Mauá, na segunda-feira, chamou atenção a participação inusitada da produtora Marlene Mattos, responsável pelos programas de Xuxa Meneguel, na Rede Globo, nos anos 1980 e 1990. Marlene apareceu no ato como apoiadora da empreitada do pedetista. Estava próxima a Giselle Bezerra, mulher de Ciro, também produtora de TV e ex-bailarina do programa.

Liderança muda
Na agenda realizada pelo ex-presidente da Fiesp Paulo Skaf (MDB), em São Caetano, chamou a atenção, um dia após o emedebista aparecer no topo de levantamento de intenção de voto do Ibope, lideranças do PDT de Mauá que desembarcaram na claque do político, entre eles o presidente do partido, Cláudio Donizete Lourenço, e o vereador Fernando Rubinelli, que se apresentou como ‘amigo de Vanessa Damo’, ex-deputada estadual. Lembrando que a legenda tem candidatura ao governo de São Paulo, com Marcelo Candido, postulante longe do protagonismo da disputa pelo Palácio dos Bandeirantes.

Desabafo de Turco
Deputado estadual e candidato à reeleição, Luiz Turco afirmou, em entrevista ao Diário, que a sua impressão é que a Linha 18-Bronze, que ligaria o Grande ABC à Capital, não sairá do papel. Há contrato assinado desde 2014, mas vínculo até hoje sem efetividade. “Ouço falar do Metrô na região há mais de 20 anos. Quando me tornei descobri que não vai sair (o projeto), é só discurso, enganação. (Isso porque) Não é prioridade (do Estado). São outras prioridades do governo (hoje nas mãos de Márcio França (PSB). Faz 20 anos que o PSDB engana o povo do Grande ABC.”

Lisete cita reduzir pedágio
Em entrevista ao SPTV, da Rede Globo, a candidata ao governo de São Paulo pelo Psol, Lisete Arelaro, prometeu que, se eleita, entrará em embate jurídico com concessionárias de rodovias para reduzir pela metade o valor cobrado nos pedágios. “Os pedágios não são controlados por ninguém. Pagamos os pedágios mais caros (do País). Hoje se paga quase R$ 27 para descer alguns quilômetros (para o Litoral), é um roubo”, disse, ao acrescentar que os procuradores do Estado são muito competentes e brigariam neste sentido. Mencionou ainda introduzir o Bilhete Único Estadual no transporte público.  



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;