Fechar
Publicidade

Domingo, 18 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Brasil exige que Ortega puna responsáveis por morte de estudante brasileira



11/09/2018 | 09:03


O governo brasileiro exigiu que a Nicarágua investigue e puna os responsáveis pela morte da brasileira Raynéia Gabrielle Lima. O pedido foi feito durante um discurso no Conselho de Direitos Humanos da ONU nesta terça-feira, 11.

A estudante foi morta a tiros no dia 23 de julho em circunstâncias ainda não esclarecidas pelo governo da Nicarágua. As ONGs de defesa dos direitos humanos e a reitoria da universidade na qual a brasileira cursava Medicina sustentam que ela foi assassinada por paramilitares a serviço do presidente Daniel Ortega.

O governo local nega essa versão e alega que Raynéia foi morta por um segurança particular, mas não detalhou o calibre e o número de tiros que a atingiram.

Ao discursar, a embaixadora brasileira Maria Nazareth Farani Azevedo afirmou que o País tem uma "profunda preocupação" diante da "deterioração da situação de direitos humanos na Nicarágua".

"Condenamos o agravamento de todas as formas de violência e violações de direitos humanos", disse Maria Nazareth. "Lamentamos, em particular, o assassinato no dia 23 de julho da estudante brasileira Raynéia Gabrielle Lima", afirmou. "O governo brasileiro segue com interesse o desenvolvimento do caso. Exigimos do governo nicaraguense a rápida identificação e punição dos responsáveis por sua morte."

O governo brasileiro também "condenou" a decisão de Ortega de expulsar a equipe da ONU responsável por elaborar relatórios sobre a situação de direitos humanos no país centro-americano. "A iniciativa da Nicarágua não é conducente ao diálogo", criticou.

"Pedimos ao governo da Nicarágua que retome o diálogo e a cooperação com o Escritório do Alto Comissariado da ONU para Direitos Humanos, assegurando livre acesso ao território", disse.

O Brasil ainda se aliou a um grupo de governos que, de forma dura, condenaram na ONU a postura de Ortega. Até o momento, o governo da Nicarágua não respondeu ao discurso do Brasil.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;