Fechar
Publicidade

Domingo, 23 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Emigração e imigração. A tradição oral. E o que Lucca reserva


Ademir Medici

11/09/2018 | 07:00


 “É... A vida nos ensina. Ela passa e arrasta todos, não seleciona. Só cobra e não se importa quem é. Ela é impávida e eterna.”

Gino Marson, psicólogo de São Bernardo

 

Estamos na Toscana. Quem nos conduz é Jorge Assad Abujamra, morador de São Bernardo, que estuda o processo de emigração experimentado na Itália entre os séculos 19 e 20.

Na sequência da sua dissertação, Jorge nos apresenta o Museo Paolo Cresci, que ele filmou e fotografou livremente, oferecendo imagens que dizem de perto aos nossos antepassados.

Neste trabalho, Jorge conjuga memória oral e a documental agora descoberta na Toscana, conforme explica:

A oralidade nas famílias italianas é uma coisa muito presente.

Recebemos informações dos pais e avós. Um universo muito rico de informações.

E encontrei um universo novo, uma visão muito diferenciada sobre isso em Lucca, ao conhecer o Museu Paolo Cresci, voltado à história da emigração italiana.

A entrevista gravada com Jorge Abujamra está no DGABC TV. Assistam: “Na Toscana, em Busca de Raízes; a Emigração Vista Pelos Italianos”. É só acessar: www.dgabc.com.br.

 

O Museo Paolo Cresci

Texto: Jorge Assad Abujamra

 

Há cerca de 50 quilômetros de Castiglione di Garfagnana, em cittá di Lucca, visitamos o Museo Paolo Cresci, per La storia dell''emigrazione italiana, instalado à Via Vittorio Emanuelle II, ao lado da Piazza Napolleone, praça criada em 1806 por ordem de Elisa Bonaparte, irmã de Napoleão, sob a dominação napoleônica do então Principado de Lucca.

Em um ambiente envolvente, instalado em um palacete bicentenário, somos convidados a mergulhar na história daqueles que nos antecederam e, por que não dizer, em nossa própria história.

Emigração e imigração. Aqui o ciclo se completa: o relato da dura realidade de vida daqueles emigrantes, nossos bisnonnos e nonnos, preenchem o quebra-cabeça que culmina na experiência desses imigrantes italianos em terras brasileiras.

Se suas vivências em nosso país nos foram repassadas através de narrativas perpetuadas de geração em geração, faltava interpretar as circunstâncias que os levaram a partir da Itália, e que pude conhecer pelo acervo do Museo Paolo Cresci. CONTINUA

 

Interação com Facebook

 

Pico do Bonilha

A série sobre o Pico do Bonilha (Memória, 2, 3 e 4 de setembro) ficou muito legal. Aguça a vontade de aprender mais e mais sobre a história – nossa história.

Moro perto da Chácara da Baronesa, e quando soube da história do local, fiquei encantada. Como tudo é tão fascinante, não é?

Tantos lugares, tantas vidas vividas e com tanto pra contar, e tantas tragédias como a que ocorreu no museu do Rio semana passada.

O passeio ao Pico do Bonilha foi maravilhoso. Além de conhecer um pouquinho de sua origem, conheci outras pessoas. A paisagem foi deslumbrante e tudo estava perfeito. Que venham novos passeios assim.

Simone Nittolo

 

Diário há 30 anos

Domingo, 11 de setembro de 1988 - ano 31, edição 6855

Manchete – Pesquisa eleitoral Diário para as eleições municipais marcadas para outubro:

Celso Daniel e José Amazonas empatados em Santo André.

Walter Demarchi sai na frente em São Bernardo.

Antonio Russo tem pequena vantagem em São Caetano.

Diadema: Lauro Michels (tio) lidera.

Mauá: José Carlos Grecco dispara

Ribeirão Pires: Luis Carlos Grecco na frente

Rio Grande da Serra: José Teixeira avança

A pesquisa foi coordenada pelos professores Silvio Minciotti e Maria do Carmo Romeiro.

 

Em 11 de setembro de...

1918 - Chuvas intermitentes no Município de São Bernardo, hoje Grande ABC. Ruas intransitáveis nos vários distritos. Demoraria para que as primeiras vias recebessem pavimentação.

Dr. Francisco Perrone concluía a inspeção médica no Grupo Escolar de São Bernardo, no Distrito de Santo André, e demais escolas, realizando vacinações contra a varíola.

A guerra. Do noticiário do Estadão: no Brasil, 10 – Em virtude do estado de guerra, o efetivo das forças da terceira divisão tem sido consideravelmente aumentado.

1963–Show no Cine Irajá, em Santo André. Haroldo José, o cantor guarda-civil residente em Santa Terezinha, apresenta-se.

1973 – Atentado mata o presidente eleito do Chile, Salvador Allende. É o início do golpe que leva o ditador Pinochet ao poder. Manchete do Diário: “Golpe de militares derruba governo de Allende”.

 

Hoje

Dia do Árbitro Esportivo

Dia Nacional do Cerrado

 

Santos do Dia

Proto e Jacinto. Eram escravos. Mártires.

Queimados vivos por volta do ano 257, durante a perseguição de Valeriano.

João Gabriel Perboyre

Didimo

Diomedes

 

Municípios brasileiros

Celebram aniversários em 11 de setembro:

Em Pernambuco, Agrestina, Araripina, Arcoverde, Belo Jardim, Cabrobó, Carpina, Catende, Custódia, Flores, Jurema, Lagoa dos Gatos, Macaparana, Maraial, Moreno, Orobó, Ribeirão, São Caitano, São Joaquim do Monte, Serrita, Surubim, Vertentes e Vicência

No Espírito Santo, Ibiraçu

Em Santa Catarina, Irani e Jaborá

Em São Paulo, Itapuí e Marabá Paulista

Em Minas Gerais, Itaú de Minas

No Ceará, Jaguaruana

No Mato Grosso, Jangada

Fonte: IBGE



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;