Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 19 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Dez motivos para investir no Estado


Wilson Marini

10/09/2018 | 07:00


Graças à sua expressiva participação na economia, o Estado de São Paulo responde por aproximadamente 31% do PIB (Produto Interno Bruto) brasileiro, segundo os dados consolidados de 2017, e dessa forma alcança volume maior que o de países como Chile, Bélgica, África do Sul e Cingapura. No mesmo ano, o Estado respondeu por 32% da renda interna gerada no setor de serviços. Robusta e diversificada, a economia paulista possui o mais amplo parque industrial do País e um mercado de trabalho caracterizado pela alta qualificação de sua mão de obra. Seguem dez pontos exaltados pela agência oficial Investe SP para a atração de investimentos nas diferentes regiões do Estado:
1. Desenvolvimento Econômico – O Estado de São Paulo é o maior polo econômico e industrial do Hemisfério Sul.
2. Mercado consumidor – Com 45 milhões de habitantes, São Paulo é o Estado mais populoso e rico do Brasil. Concentra o quarto maior mercado consumidor da América Latina, atrás somente do Brasil como um todo, do México e da Colômbia. A maior força do mercado consumidor brasileiro está no Interior.
3. Localização estratégica – Com 645 municípios, sua dinâmica regional formou uma rede de cidades que compreende um conjunto de metrópoles, aglomerados e centros urbanos modernos.
4. Infraestrutura – Abriga as mais modernas rodovias brasileiras e os principais aeroportos do País, além do Porto de Santos, o maior terminal de contêineres da América Latina, responsável por 28,8% da corrente de comércio brasileira. A rede de transportes é complementada por ferrovias, hidrovia e dutos.
5. Capital humano – O Estado concentra 25% do total de instituições de Educação Superior do Brasil. As três universidades públicas paulistas figuram entre as melhores do País, com reconhecimento internacional. São Paulo abriga ainda a maior rede gratuita de ensino técnico e profissionalizante do Brasil, com destaque para o Centro Paula Souza, responsável pelas Etecs (Escolas Técnicas) e Fatecs (Faculdades de Tecnologia).
6. Inovação – Responsável por 69,5% do total investido pelos Estados em Pesquisa e Desenvolvimento no Brasil, São Paulo conta com extensa rede de instituições de pesquisa públicas e privadas, dispondo de expressiva produção de conhecimento, além de um programa de estímulo à implantação de parques tecnológicos e uma das principais agências de estímulo à pesquisa do País, a Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo).
7. Qualidade de vida – São Paulo conta com um dos melhores desempenhos nacionais em relação às condições de vida da população. Mais de 90% dos seus 645 municípios apresentam alto IDH (Índice de Desenvolvimento Humano).
8. Fontes de financiamento – Empreendimentos instalados no Estado de São Paulo têm acesso a uma série de programas de financiamento oferecidos por agências públicas voltadas à promoção do desenvolvimento, como a Desenvolve SP, que oferece linhas de crédito com juros e taxas competitivas.
9. Políticas de incentivo – Com o objetivo de reduzir o custo de produção e estimular o crescimento da economia, o governo paulista oferece vários incentivos fiscais que beneficiam diversos setores produtivos.
10. Turismo e eventos – O Estado de São Paulo é o principal destino de turismo de negócios do Brasil. O Interior e o Litoral destacam-se por suas atividades econômicas e de lazer.

Escritórios regionais para empreendedores
O Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços anunciou na semana passada a abertura de escritórios em todas as regiões do País para incentivar o empreendedorismo local e descentralizar a Pasta. Na terça-feira, Robson Braga, presidente da CNI (Confederação Nacional da Indústria), e o ministro Marcos Jorge assinaram um acordo para viabilizar a abertura dos escritórios. A ideia é abrir pelo menos um escritório em capitais onde serão oferecidos programas federais voltados às empresas, como o Brasil Mais Produtivo, o Portal do Empreendedor e programas de fomento a startups.

De vento em popa
Notícia positiva: o comércio varejista do Estado de São Paulo encerrou o primeiro semestre deste ano com crescimento nas vendas de 5,7%, o equivalente a um acréscimo de R$ 17,3 bilhões sobre o faturamento dos seis primeiros meses de 2017, segundo levantamento da Fecomercio SP, entidade que representa o setor. Só em junho, o varejo paulista faturou R$ 53,6 bilhões, uma alta de 3,5%, já descontada a inflação, frente ao mesmo mês do ano passado. A previsão da entidade é de crescimento de 4% das vendas do varejo de São Paulo neste ano.

Setembro Amarelo
Hoje, 10 de setembro, marca o Dia Mundial de Prevenção do Suicídio. A campanha Setembro Amarelo chama atenção para a importância da prevenção. A iniciativa é do CVV (Centro de Valorização da Vida), do CFM (Conselho Federal de Medicina) e da ABP (Associação Brasileira de Psiquiatria). Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), 90% dos casos podem ser evitados.  



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;