Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 18 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Em apresentação, candidatos se solidarizam com Bolsonaro



09/09/2018 | 18:36


A maioria dos candidatos à Presidência presentes no debate Estadão/TV Gazeta/Jovem Pan/Twitter aproveitou o evento deste domingo, 9, para se solidarizar com Jair Bolsonaro (PSL), que foi alvo de uma facada durante ato de campanha em Juiz de Fora (MG).

Geraldo Alckmin (PSDB) reafirmou solidariedade à família de Bolsonaro e disse desejar o "pronto restabelecimento" dele.

Em dobradinha, Henrique Meirelles (MDB) se colocou contra "qualquer tipo de radicalismo". Alckmin concordou: "é por isso que eu vou trabalhar".

Ciro Gomes (PDT) disse que espera a recuperação de Bolsonaro para que ele participe do debate cordial "por mais que eu não pense em nada igual a ele".

Marina Silva (Rede) se colocou ainda contra qualquer forma de radicalização.

Alvaro Dias (Podemos) e Guilherme Boulos (Psol) não mencionaram Bolsonaro no primeiro bloco do debate. (Mateus Fagundes, Cristian Favaro e Daniel Galvão)



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Em apresentação, candidatos se solidarizam com Bolsonaro


09/09/2018 | 18:36


A maioria dos candidatos à Presidência presentes no debate Estadão/TV Gazeta/Jovem Pan/Twitter aproveitou o evento deste domingo, 9, para se solidarizar com Jair Bolsonaro (PSL), que foi alvo de uma facada durante ato de campanha em Juiz de Fora (MG).

Geraldo Alckmin (PSDB) reafirmou solidariedade à família de Bolsonaro e disse desejar o "pronto restabelecimento" dele.

Em dobradinha, Henrique Meirelles (MDB) se colocou contra "qualquer tipo de radicalismo". Alckmin concordou: "é por isso que eu vou trabalhar".

Ciro Gomes (PDT) disse que espera a recuperação de Bolsonaro para que ele participe do debate cordial "por mais que eu não pense em nada igual a ele".

Marina Silva (Rede) se colocou ainda contra qualquer forma de radicalização.

Alvaro Dias (Podemos) e Guilherme Boulos (Psol) não mencionaram Bolsonaro no primeiro bloco do debate. (Mateus Fagundes, Cristian Favaro e Daniel Galvão)

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;