Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 15 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

A cultura digital nas organizações


Cíntia Bortotto

10/09/2018 | 07:16


A cultura digital vem promovendo uma verdadeira revolução nas organizações. Na verdade, para fazer as mudanças que o mundo vem pedindo para as empresas é necessária uma cultura onde as pessoas falem mais, trabalhem em rede, onde exista menos hierarquia e em que os líderes tenham uma mentalidade mais aberta e entendam que os erros acontecem. Isso tudo muda muito as formas como as relações se dão dentro da empresa.

A cultura organizacional precisa ser transformada para que a cultura digital seja instalada dentro das companhias. É por isso que quando se começa a fazer a transformação digital, colocar novas ferramentas, você acaba tendo que também de olhar para a parte comportamental. Se não se considerar tudo isso, ainda ficam estabelecidas muitas barreiras, e normalmente este é o principal componente de desafio para a transformação digital.

O RH pode ser um dos protagonistas dessa transformação se ele de fato assumir, junto com a liderança da companhia, a construção de novos valores e de nova mentalidade, principalmente da liderança. Ele é o responsável por criar nova consciência para o sucesso da implementação de metodologias ágeis para ajudar nos processos de maior colaboração e de tomada de decisão em rede que as companhias vêm pregando nesse processo.

Assim, as ferramentas de RH precisam acabar se moldando à cultura digital. O recrutamento e a seleção precisam conseguir medir valores através de testes ou entrevistas para apurar a aderência da pessoa ao propósito da companhia. As avaliações de desempenho têm de ter uma frequência maior, com quantidades de feedback maior, porque o público hoje que trabalha precisa disso.

Do ponto de vista de desligamento, por exemplo, quando uma pessoa começa a olhar o mercado e a gente quer fazer uma retenção, é fundamental entender o que é importante para ela, e sinalizar isso antes que ela saia. O gestor precisa então estar bem próximo, entendendo as necessidades desse profissional para mostrar a importância que ele tem na companhia. E as mudanças vêm na forma de ver as coisas desta geração. Nem sempre a retenção é feita com aumento salarial. Em geral, o que eu tenho percebido na cultura digital, é que temos feito muito mais retenção por projetos desafiadores, por uma boa equipe de trabalho, isso tem feito mais diferença do que especificamente salário.

Neste novo mundo, as empresas que não acompanharem o movimento de digitalização do mercado vão perder demais faturamento e rentabilidade, pois acabarão fazendo de maneira muito mais braçal o que poderiam fazer de forma muito mais dinâmica. E sem transformação cultural não é possível fazer a digital, que de fato traz uma produtividade muito maior para as empresas.

Destaco que algumas empresas vêm se especializando nesse processo de transformação cultural. Se você quiser saber um pouco mais, vale a pena acessar o site www.consultoriaemrh.com.br ou de outras empresas de transformação de cultura digital.
 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;