Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 21 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Produção de veículos é a melhor para agosto em 4 anos

Pixabay Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Mesmo com redução das exportações, houve reação do mercado interno


Yara Ferraz
do Diário do Grande ABC

07/09/2018 | 07:07


Mesmo com a queda nas exportações, motivada principalmente pela crise na Argentina, o mercado interno reagiu e a fabricação de veículos não só cresceu no último mês como registrou o melhor resultado para agosto em quatro anos. Foram produzidas 291.425 unidades, número 11,7% maior do que no mesmo período em 2017 e 18,6% superior ao confeccionado em julho.

Os dados foram divulgados ontem pela Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores) e incluem automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus. No acumulado do ano foi produzido 1,9 milhão de exemplares, 12,8% a mais do que de janeiro a agosto do ano passado (mais informações na arte).

Para o professor da USCS (Universidade Municipal de São Caetano) Jefferson José da Conceição, a recuperação do mercado interno se deve a fatores específicos. “Há uma composição de retomada natural de substituição de veículos, que foi adiada pelos consumidores nos últimos dois anos por conta da crise. As famílias também tiveram parte dos problemas do endividamento resolvidas, em relação ao início do ano”, defende. “Ao mesmo tempo, o cenário externo preocupa, e o primeiro ano dos governos federal e estadual costuma ser marcado por retração de investimento, principalmente se houve maior produção de caminhões e ônibus no período pré-eleitoral”, afirmou.

E isso de fato aconteceu. O resultado foi puxado pelos ônibus, cuja produção subiu 36,6% (2.192 unidades) em agosto ante igual mês em 2017, e 43,9% no acumulado do ano (20.779). Em compensação, as exportações diminuíram em 16,6% no mês (56.104) e, no ano, recuaram 4,6% (486.463) veículos vendidos a outros países. “As exportações nos preocupam, devido ao fato de os principais mercados estarem com dificuldades. Porém, registraram mês razoável, com 56.104 exemplares, quase 10% acima de julho. Isso acabou se refletindo na produção, pois desde 2015 não tínhamos uma tão alta. Naturalmente, veio para complementar essa demanda de mercado interno e esse número razoável de vendas ao Exterior”, analisou o presidente da Anfavea, Antonio Megale.

Segundo ele, para o próximo mês a expectativa é a de que os números diminuam. “Agosto sempre é um mês forte. Apesar da instabilidade política por conta do período eleitoral, o mercado se mantém em níveis regulares e pode crescer até 2% a 3% acima do que esperávamos, que era de expansão de 11%.”

ROTA 2030
O Congresso Nacional anunciou a prorrogação da vigência da medida provisória do Rota 2030 por 60 dias conforme publicação, ontem, no DOU (Diário Oficial da União). O prazo inicial para que o programa fosse transformado em lei era 16 de novembro, o que agora foi estendido à primeira quinzena de janeiro de 2019. Antes, porém, deve passar por Câmara e Senado.

O programa, que concentra incentivos para P&D (Pesquisa e Desenvolvimento), é aguardado pela indústria automotiva desde o início deste ano, já que seu antecessor, o Inovar-Auto, foi encerrado em 2017. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados