Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 15 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Candidato Jair Bolsonaro é esfaqueado em ato de campanha

Reprodução Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Atentado aconteceu durante agenda do político em Juiz de Fora, Minas Gerais


Do Diário OnLine
Com Agência

06/09/2018 | 16:26


Atualizada às 18h33

O candidato à presidência pelo PSL, Jair Bolsonaro, levou uma facada na região do abdômen durante um ato de campanha em Juiz de Fora, Minas Gerais. O presidenciável foi levado ao hospital Santa Casa de Misericórdia da cidade. O local divulgou nota oficial em que revelou ele ter sido atendido na emêrgia, realizado exame de imagem e que foi encaminhado ao centro cirúrgico. A Polícia Militar deteve um homem que teria sido o ator do ataque. A Polícia Federal prendeu Adelio Bispo de Oliveira, 40 anos, o homem acusado de esfaquear o candidato Bolsonaro. A PF vai instaurar investigação para apurar a agressão sofrida pelo candidato. 

Flavio Bolsonaro, filho do candidato e deputado, declarou incialmente que a facada tinha sido superficial. Depois, disse que o homem tentou acertar o coração do pai dele, mas foi desviado por alguém da multidão que percebeu o ato a tempo. Ele disse também que a campanha "já avaliava que este tipo de violência poderia acontecer". O candidato não usava colete à prova de balas.

"Não sei o que se passa na cabeça de uma pessoa dessa. Foi a mão de Deus que agiu (para proteção)", disse Flávio à Globonews, em trânsito. "Estou indo para Juiz de Fora agora. É contra isso que estamos lutando. A gente sempre soube que poderia acontecer. Os presidenciáveis têm direito a escolta da PF e veículo blindado e, na avaliação deles, o Jair precisa de uma atenção maior. Foi com uma faca, mas poderia ter sido com uma arma. A gente toma as precauções. (O ataque) fortalece ainda mais (a campanha)."

 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;