Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 24 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Ibovespa abre sessão de negócios marcando máximas em sinal claro de recuperação



06/09/2018 | 11:19


O Ibovespa abriu a sessão de negócios desta quinta-feira, 6, marcando máximas em sinal claro de recuperação e dando continuidade ao desempenho positivo no pregão de quarta-feira. O comportamento positivo seguiu mesmo após a abertura dos mercados acionários nos Estados Unidos, que, pouco antes do fechamento deste texto, apresentavam sinais mistos.

Tecnicamente, a queda de 2,07% acumulada na semana até o fechamento de quarta ajuda a manter as compras nesta quinta. Contribui também para a alta do índice na sessão desta quinta o avanço das cotações das principais commodities no mercado internacional. O minério de ferro fechou com ganhos de 2,40% no porto de Qingdao, na China, e os contratos futuros do petróleo apresentam leve alta.

Nesse sentido, destaque entre as blue chips para Vale ON (+1,98%), que sobe na esteira na valorização do minério de ferro no exterior, e da Petrobras ON (+0,97%), que reagiram mais cedo ao anúncio do mecanismo de hedge complementar, visando dar flexibilidade adicional à gestão da política de preços da gasolina.

A menor tensão nos ativos negociados globalmente, tendo em vista o enfraquecimento do dólar frente ao real e também às divisas de outros emergentes, deve ajudar no humor dos investidores em prol da renda variável. Por outro lado, "novas ações protecionistas do presidente Donald Trump contra a China são o maior risco", dizem analistas da LCA em relatório.

Por aqui, os agentes de mercado digerem ainda a surpresa com a deflação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de 0,09% em agosto após um avanço de 0,33% em julho, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Na cena política, a pesquisa Ibope/Estadão/TVGlobo mostra que o deputado Jair Bolsonaro (PSL) mantém a liderança da corrida presidencial com 22% das intenções de voto. Logo atrás, aparecem tecnicamente empatados: a ex-senadora Marina Silva (Rede) e o ex-governador do Ceará Ciro Gomes (PDT), ambos com 12% das intenções de voto, além do ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB), com 9%.

Na primeira pesquisa após a impugnação da candidatura de Lula pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Fernando Haddad oscilou dois pontos para cima, de 4% para 6%.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;