Fechar
Publicidade

Sábado, 22 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Em novo vídeo, Temer diz que tucanos fizeram parte de seu governo

Reprodução/Twitter Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


06/09/2018 | 10:34


O presidente Michel Temer voltou a atacar Geraldo Alckmin em um novo vídeo publicado na manhã desta quinta-feira, 6. Falando diretamente ao candidato do PSDB à Presidência, Temer afirma que os tucanos o auxiliaram em seu governo e fizeram parte de sua base de apoio.

O presidente cita os ex-ministros José Serra, que esteve à frente do Itamaraty, e Bruno Araújo, que comandou a pasta das Cidades. Segundo Temer, Araújo esteve à frente de um ministério "gerador de muitos empregos".

Temer diz ainda que nomeou o deputado Antônio Imbassahy (PSDB-BA) para a Secretaria de Governo, pasta ligada diretamente ao comando do presidente. "Mais tarde eu levei o PSDB para dentro do Palácio do Planalto por meio do nosso prezadíssimo Imbassahy, que fez belíssimo trabalho", diz o presidente.

Temer afirma que Imbassahy "ajudou tanto" sua gestão que hoje pode apoiar Alckmin eleitoralmente "invocando exata e precisamente aquilo que fizeram no meu governo". "Portanto, o PSDB apoiou o meu governo", diz.

O presidente está irritado com as campanhas eleitorais que têm renegado o seu governo. Na noite desta quarta-feira, 5, o emedebista publicou o primeiro do que deve ser uma série de vídeos para rebater as críticas feitas pelo PSDB e outros partidos. Temer estuda uma resposta ao PT também.

Como mostrou a Coluna do Estadão nesta quarta-feira, as críticas da campanha do tucano estão sendo incentivadas por dirigentes do chamado Centrão, bloco partidário que engloba as siglas citadas por Temer. A avaliação do PSDB é a de que Alckmin precisa se descolar da gestão Temer para não perder as eleições presidenciais.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;