Fechar
Publicidade

Domingo, 21 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Candidatura de Collor a Prefeitura de SP é impugnada


Do Diário OnLine

04/08/2000 | 22:15


A candidatura do ex-presidente Fernando Collor de Melo à Prefeitura de Sao Paulo foi impugnada na noite desta sexta-feira pelo presidente da 1ª Zona Eleitoral de Sao Paulo.

O presidente José Percival Nogueira Júnior disse que Collor ainda está inelegível em virtude do impeachement que sofreu e portanto, nao pode exercer cargos públicos nem concorrer a eles.

O PRTB, partido do qual Fernando Collor faz parte, já anunciou que vai recorrer da sentença.

Em maio passado, o TRE de Sao Paulo informou que Collor de Mello precisava declarar um domicilio permanente em Sao Paulo antes de poder aspirar qualquer tipo de candidatura, mas nao se pronunciou sobre a validade ou nao da eventual campanha eleitoral de Collor.

Collor de Mello foi eleito em novembro de 89 e assumiu a presidência em janeiro de 90. Em dezembro de 92 ele renunciou ao cargo quando o Senado estava prestes a votar o impeachment dele por causa da rede de corrupçao que atuava no Planalto.

Apesar da renúncia, o Senado decidiu impedir Collor de assumir cargos públicos por um período de oito anos, prazo de vence em dezembro de 2000.

Depois de um longo período de auto-exílio em Miami, Estados Unidos, Collor de Mello retornou ao Brasil no fim de 99 e começou a articular sua candidatura a prefeito de Sao Paulo, o verdadeiro "pulmao econômico" do Brasil.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Candidatura de Collor a Prefeitura de SP é impugnada

Do Diário OnLine

04/08/2000 | 22:15


A candidatura do ex-presidente Fernando Collor de Melo à Prefeitura de Sao Paulo foi impugnada na noite desta sexta-feira pelo presidente da 1ª Zona Eleitoral de Sao Paulo.

O presidente José Percival Nogueira Júnior disse que Collor ainda está inelegível em virtude do impeachement que sofreu e portanto, nao pode exercer cargos públicos nem concorrer a eles.

O PRTB, partido do qual Fernando Collor faz parte, já anunciou que vai recorrer da sentença.

Em maio passado, o TRE de Sao Paulo informou que Collor de Mello precisava declarar um domicilio permanente em Sao Paulo antes de poder aspirar qualquer tipo de candidatura, mas nao se pronunciou sobre a validade ou nao da eventual campanha eleitoral de Collor.

Collor de Mello foi eleito em novembro de 89 e assumiu a presidência em janeiro de 90. Em dezembro de 92 ele renunciou ao cargo quando o Senado estava prestes a votar o impeachment dele por causa da rede de corrupçao que atuava no Planalto.

Apesar da renúncia, o Senado decidiu impedir Collor de assumir cargos públicos por um período de oito anos, prazo de vence em dezembro de 2000.

Depois de um longo período de auto-exílio em Miami, Estados Unidos, Collor de Mello retornou ao Brasil no fim de 99 e começou a articular sua candidatura a prefeito de Sao Paulo, o verdadeiro "pulmao econômico" do Brasil.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;