Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 16 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Região fica só com 40% de emendas de deputados locais

Montagem/Celso Luiz/DGABC  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Alex e Vicentinho reservam R$ 90,3 mi no Orçamento, mas apenas R$ 36,4 mi vêm ao Grande ABC


Daniel Tossato

03/09/2018 | 07:00


 Os dois deputados federais do Grande ABC destinaram apenas 40,3% das emendas para as sete cidades no último mandato. Alex Manente (PPS), de São Bernardo, e Vicente Paulo da Silva, o Vicentinho (PT), de Diadema, encaminharam, juntos, R$ 90,3 milhões aos orçamentos do governo federal entre 2015 e 2018, sendo que, desse valor, R$ 53,8 milhões foram sugeridos para municípios de fora da região.

Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra ficaram apenas com R$ 36,4 milhões das propostas dos parlamentares locais. Os dados são do Portal da Transparência da Câmara Federal.

Em todo o Grande ABC, os dois deputados conseguiram 177.068 votos, que, divididos pelo total de emendas enviadas à região, chega-se ao valor de R$ 205,81 de retorno por sufrágio.

Na semana passada, o Diário apontou que os dois deputados federais mais bem votados no Estado e que também tiveram votação expressiva na região,Celso Russomanno (PRB) e Francisco Everardo, o Tiririca (PR), encaminharam apenas R$ 300 mil, em 2015. Como conseguiram 160.459 votos no Grande ABC, cada sufrágio nestes parlamentares resultou em apenas R$ 1,87 de investimento para a região.

Colégio eleitoral de Vicentinho, Diadema recebeu três emendas do petista, nos valores de R$ 344.720, em 2016, R$ 441.250, em 2017 e R$ 533.490,84 em 2018, o que somam R$ 1,3 milhão. Para São Bernardo, onde conseguiu a maioria dos votos, 33.368, foram R$ 4,9 milhões em recursos sugeridos aos cofres do governo federal. No cômputo geral, Vicentinho direcionou somente 23,9% dos recursos para o Grande ABC.

Alex demonstrou um equilíbrio maior na distribuição de emendas entre municípios do Grande ABC e de outras regiões. Dos R$ 45,4 milhões de aportes sugeridos por Alex no Orçamento da União, R$ 25,7 milhões foram para as sete cidades. Significa que 56,6% dos projetos tiveram destino a região.

“Não é possível comparar o meu mandato com o do outro deputado da região, porque eu destinei mais emendas para o Grande ABC no meu mandato”, afirmou Alex. “Eu destino emendas sem olhar para a cor partidária do prefeito. Em São Bernardo, fui oposição ao governo passado (de Luiz Marinho, do PT) e sou oposição ao governo atual (de Orlando Morando, PSDB). Nem por isso deixei de destinar emendas”, continuou o popular-socialista.

Em São Bernardo, onde conseguiu 88.540 votos, Alex direcionou R$ 7,6 milhões em emendas, sendo o município que mais recebeu valores do parlamentar. Por outro lado, Alex prestigiou municípios do Interior e do Litoral.

Entidades da sociedade organizada da região lançaram o movimento “Quem é do ABC vota pelo ABC”, com o qual pedem que o eleitorado da região escolha e vote em candidatos que sejam da região, para que o Grande ABC possa receber a maior parte das verbas conquistadas pelos parlamentares.

Procurado pelo Diário, Vicentinho disse que não falará com o jornal depois de reportagem na qual foi reproduzida, na íntegra, uma declaração do petista assumindo ter feito uso de caixa dois na última eleição.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;