Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 13 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

PSDB mira Lula, PT e Haddad em evento

Ato realizado em São Bernardo lança as campanhas de Carla Morando e Marcelo Lima


Bia Moço

03/09/2018 | 07:00


 Evento para lançamento das campanhas de Carla Morando (PSDB-deputada estadual) e Marcelo Lima (PSDB-federal), ontem pela manhã, em São Bernardo, foi marcado por críticas ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, ao PT (Partido dos Trabalhadores) e à possível candidatura petista à Presidência do ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad. O encontro reuniu cerca de 5.000 pessoas na quadra do Meninos Futebol Clube, no Rudge Ramos. Postulante tucano a presidente, Geraldo Alckmin (PSDB), fez questão de enaltecer a região como berço industrial do Estado.

“Quis começar minha campanha aqui em São Bernardo, no Grande ABC, porque estamos em uma das maiores cidades do Brasil, no berço da inovação, da indústria, da capital do automóvel. São Bernardo e a região são colmeias de trabalho e viemos trazer uma palavra de confiança”, disse. Ao citar a situação econômica do País, Alckmin afirmou que seu futuro governo “vai deixar o Brasil no caminho certo”, fazendo referência à geração de empregos. “Houve uma desindustrialização no Brasil, com muita perda de emprego. A simplificação tributária, onde teremos cinco impostos virando apenas o IVA (Imposto sobre Valor Adicionado), vai ajudar a indústria e as exportações”, afirmou.

A contundência dos discursos coube ao candidato ao governo do Estado pelo PSDB, o ex-prefeito da Capital João Doria. Ele destacou que outro motivo que levou o partido a escolher São Bernardo é por se tratar do berço político do PT. “São Bernardo é terra daquele criminoso que está preso em Curitiba (referindo-se ao ex-presidente Lula). Chega de PT. O Brasil não aguenta mais. Não tenho medo de dizer que uma das maiores motivações para sair da vida privada e vir para a vida pública foi mostrar que há outro caminho para o Brasil, que não é a bandeira vermelha”, comentou.

Já Alckmin limitou-se em dizer que o Partido dos Trabalhadores está “enganando a população”. “De um lado temos a vitimização de alguém condenado, e que não pode ser eleito. Do outro, a omissão do verdadeiro candidato pelo partido. Isso é uma vergonha”. O prefeito do município, Orlando Morando (PSDB), enfatizou a importância do processo democrático como a melhor ferramenta de transformação e resgate ao crescimento. “Precisamos devolver o protagonismo ao nosso Brasil. Estamos vivendo uma década perdida, graças à má gestão do PT e do governo atual. O Brasil não é um País para ser governado por aventureiros.”

Também participaram do ato o prefeito de Santo André, Paulo Serra (PSDB), e a primeira-dama Ana Carolina Barreto Serra, que é coordenadora da campanha de Carla Morando. O chefe do Executivo andreense afirmou que o partido não tem medo de debate e desejou paz para o Brasil, que “precisa de estabilidade e tranquilidade para poder crescer e se desenvolver”.

Alckmin e Doria se comprometem a tirar do papel a Linha 18-Bronze

Durante o evento de campanha do PSDB em São Bernardo, tanto o candidato a presidente, Geraldo Alckmim, quanto ao governo do Estado, João Doria, fizeram promessa de entregar a Linha-18 Bronze, que liga a região à Capital, por monotrilho.Em reportagem publicada pelo Diário, ontem, painel realizado em parceria com a USCS (Universidade Municipal de São Caetano) elencou possíveis soluções para a região em oito eixos principais. A listagem foi realizada por especialistas convidados em cada setor. Entre as demandas, a construção da linha do metrô, que teve licitação assinada em 2014, no entanto, até hoje o projeto não saiu do papel.

“Infelizmente não saiu o financiamento do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) nem o dinheiro da OGU (Ouvidoria-Geral da União). Vamos garantir os recursos que sabemos que eram da União e vamos garantir o financiamento do BNDES, que dá para sair rápido porque já está contratado. E vamos fazer o Brasil ser o grande País de concessões em PPPs (Parceria Público-Privada)”. disse Geraldo Alckmin. “Geraldo planejou, e nós vamos executar. É um compromisso e obrigação do governo. Vamos também ampliar ainda mais a Segurança, aumentando o efetivo da Polícia Militar, e termos aqui a Força Tática com 300 homens altamente preparados”, afirmou Doria.

Ato marca lançamento da campanha de Carla e Lima
A campanha a deputada estadual de Carla Morando (PSDB) foi oficialmente lançada ontem, em dobrada com o candidato a federal Marcelo Lima, da mesma legenda. Ao lado do marido, o prefeito Orlando Morando (PSDB), Carla esteve no denominado “Grande ato político” do partido, que reuniu pela primeira vez os principais candidatos da chapa. Carla afirmou que, mesmo sem experiência política, terá o auxílio do marido e se comprometeu a ser a melhor deputada que a Grande São Paulo já teve. “Gostaria de pedir ajuda para este time, que é o melhor que temos hoje para salvar o nosso País. Nunca fui política, mas tenho bom professor.” 

O candidato a presidente pelo partido, Geraldo Alckimin – que fez apelo público para que Carla se candidatasse –, disse que o Brasil tem dívida com a classe feminina, e precisa empoderar a mulher. “A Carla representa bem a força da mulher, e temos de tê-las em nosso governo.”Candidato a deputado federal, Marcelo Lima disse que, se eleito, trará investimentos para a região. “Quero ter a oportunidade de representar nossa população”.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;