Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 24 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Argentina e FMI divergem quanto à finalidade de empréstimo de moeda americana



02/09/2018 | 14:57


Alguns pontos em relação ao apoio do Fundo Monetário Internacional (FMI) à Argentina seguem em questão, como a discussão sobre a finalidade dos dólares que serão emprestados ao país pela instituição.

Como aponta o analista Pablo Wende, do portal argentino de economia Infobae, enquanto o FMI defende que a divisa americana seja usada exclusivamente para o pagamento da dívida, o governo argentino insiste na necessidade de ter mais flexibilidade para intervir no mercado de câmbio quando for necessário.

Para o FMI, no entanto, que defende sua ideia original, o dólar deve flutuar livremente e seu preço deve ser fixado pelo mercado. Além disso, os empréstimos não devem ser usados para financiar a fuga de capitais.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Argentina e FMI divergem quanto à finalidade de empréstimo de moeda americana


02/09/2018 | 14:57


Alguns pontos em relação ao apoio do Fundo Monetário Internacional (FMI) à Argentina seguem em questão, como a discussão sobre a finalidade dos dólares que serão emprestados ao país pela instituição.

Como aponta o analista Pablo Wende, do portal argentino de economia Infobae, enquanto o FMI defende que a divisa americana seja usada exclusivamente para o pagamento da dívida, o governo argentino insiste na necessidade de ter mais flexibilidade para intervir no mercado de câmbio quando for necessário.

Para o FMI, no entanto, que defende sua ideia original, o dólar deve flutuar livremente e seu preço deve ser fixado pelo mercado. Além disso, os empréstimos não devem ser usados para financiar a fuga de capitais.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;