Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 21 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Encontro musical

Divulgação  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Concerto com participação de João Bosco celebra 50 anos da Fundação das Artes e da USCS


Miriam Gimenes

03/09/2018 | 07:00


Cinco décadas de existência é uma data que une duas instituições de ensino da região: a Fundação das Artes de São Caetano e a USCS (Universidade Municipal de São Caetano). É o chamado Jubileu de Ouro. A fim de comemorar do modo que a marca merece, será realizado amanhã, às 20h, no Teatro Paulo Machado de Carvalho (Alameda Conde de Porto Alegre, 840), um concerto com participação especial do cantor João Bosco.

Em formato inédito, estarão no palco do Paulo Machado tocando em uníssono a Orquestra Sinfônica Jovem, sob a regência do Maestro Geraldo Olivieri, e Big Band Salada Mista, sob a regência de Ogair Junior, ambas da Fundação das Artes. Também haverá participação especial de músicos da Osesp (Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo).

Esse concerto, segundo Ogair Junior, é marcado por grandes encontros e parcerias, até por conta da importância das instituições de ensino, tanto a USCS, segundo ele referência em universidade, como a Fundação das Artes, por onde já passaram e ainda estudam inúmeros profissionais de destaque. “O que chama atenção desse concerto, além da comemoração dessas duas instituições, é que são dois grupos da Fundação que se unem para fazer esse concerto com João Bosco. Ele também esteve conosco no concerto da sala São Paulo, em abril.” Há seis anos Ogair dirige a Big Band, que existe desde 1975 e foi criada pelo maestro Amilson Godoi. É um dos organismos mais antigos da Fundação.

Na primeira parte do concerto, destaca o regente, serão feitas duas peças: será aberto pela obra intitulada Caymminiana, que une várias composições do Dorival Caymmi arranjadas por Ciro Pereira e regida por Geraldo Olivieri. A segunda peça é uma composição de Tom Jobim em parceria com Chico Buarque chamada Imagina, que será regida por Ogair.

A segunda parte do concerto é que contará com a participação de João Bosco. E, tocar com artistas renomados da música brasileira, como será o caso amanhã, é um privilégio não só para os estudantes quanto para os profissionais envolvidos na apresentação. “Ele é, na minha opinião, uma das referências de música brasileira no mundo, Artistas como Elis Regina, Djavan, Rosa Passos, Gal Costa e muitos outros passaram pela experiência de cantar suas composições consagradas, é um verdadeiro mestre da canção. Ter no palco um artista como ele é uma experiência incrível.” Para Ogair, a apresentação será “uma grande aula, um grande show, uma grande festa.”

Como o evento é feito em parceria com o Sesc São Caetano, os ingressos, que são gratuitos, podem ser retirados na bilheteria da unidade, que fica na R. Piauí, 554 ou em qualquer outro Sesc.  



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;