Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 29 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Palmeiras supera expulsão infantil de Felipe Melo para garantir vaga

Volante dá entrada violenta aos quatro minutos, time resiste à pressão e avança mesmo com revés


Anderson Fattori
Do Diário do Grande ABC

31/08/2018 | 00:04


Felipe Melo quase pôs a perder a classificação do Palmeiras para as quartas de final da Libertadores. De forma incompreensível, o volante entrou de forma violenta em Cáceres, no meio de campo, em lance morto, e foi expulso com apenas quatro minutos de jogo. Com um a menos, o Verdão sofreu, foi pressionado pelo Cerro Porteño, viu a invencibilidade da defesa ser quebrada e perdeu por 1 a 0, nesta quinta-feira, no Allianz Parque.

Por sorte, no jogo de ida, o Verdão havia vencido por 2 a 0, resultado que lhe garantiu a vaga para enfrentar o Colo-Colo, que na quarta-feira eliminou o Corinthians. O primeiro jogo será no Chile e a decisão da vaga, em São Paulo, mas as datas ainda não foram definidas.
Inicialmente, o árbitro argentino Germán Delfino havia entendido que Felipe Melo foi com força excessiva no lance e o tinha advertido com cartão amarelo. Mas depois de ver o corte na canela de Cáceres mudou de ideia e deu o vermelho direto para o palmeirense, que ficou inconformado.

A ausência do volante mudou a postura do Verdão. Em vantagem, o time recuou para não correr riscos. Seria a maior prova do sistema defensivo, consolidado com Felipão. E funcionou. Os paraguaios assustaram pouco no primeiro tempo.

No início da segunda etapa, um susto. Rodrigo Rojas trombou com Borja, levou a pior e foi retirado de campo de ambulância com corte na testa.
Para piorar, aos 11, Arzamendia tentou cruzar e a bola foi direto e surpreendeu Weverton. O gol quebrou invencibilidade de nove jogos da defesa sob comando de Felipão.

Os minutos seguintes foram de pressão dos paraguaios. Weverton apareceu bem em dois lances, salvou o time e também Felipe Melo. No fim, inflamado pela vibração da torcida, Deyverson provocou Cáceres e os dois acabaram expulsos.

Ao término do jogo, Dudu saiu em defesa de Felipe Melo. “Essas coisas acontecem. Mas jogamos por ele e conquistamos a classificação”, comentou. “Fez falta, com certeza. Ainda mais um jogador como ele. Mas mantivemos a tranquilidade para segurar o Cerro Porteño”, completou Bruno Henrique.
 



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;