Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 19 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Palmeiras supera expulsão infantil de Felipe Melo para garantir vaga

Volante dá entrada violenta aos quatro minutos, time resiste à pressão e avança mesmo com revés


Anderson Fattori
Do Diário do Grande ABC

31/08/2018 | 00:04


Felipe Melo quase pôs a perder a classificação do Palmeiras para as quartas de final da Libertadores. De forma incompreensível, o volante entrou de forma violenta em Cáceres, no meio de campo, em lance morto, e foi expulso com apenas quatro minutos de jogo. Com um a menos, o Verdão sofreu, foi pressionado pelo Cerro Porteño, viu a invencibilidade da defesa ser quebrada e perdeu por 1 a 0, nesta quinta-feira, no Allianz Parque.

Por sorte, no jogo de ida, o Verdão havia vencido por 2 a 0, resultado que lhe garantiu a vaga para enfrentar o Colo-Colo, que na quarta-feira eliminou o Corinthians. O primeiro jogo será no Chile e a decisão da vaga, em São Paulo, mas as datas ainda não foram definidas.
Inicialmente, o árbitro argentino Germán Delfino havia entendido que Felipe Melo foi com força excessiva no lance e o tinha advertido com cartão amarelo. Mas depois de ver o corte na canela de Cáceres mudou de ideia e deu o vermelho direto para o palmeirense, que ficou inconformado.

A ausência do volante mudou a postura do Verdão. Em vantagem, o time recuou para não correr riscos. Seria a maior prova do sistema defensivo, consolidado com Felipão. E funcionou. Os paraguaios assustaram pouco no primeiro tempo.

No início da segunda etapa, um susto. Rodrigo Rojas trombou com Borja, levou a pior e foi retirado de campo de ambulância com corte na testa.
Para piorar, aos 11, Arzamendia tentou cruzar e a bola foi direto e surpreendeu Weverton. O gol quebrou invencibilidade de nove jogos da defesa sob comando de Felipão.

Os minutos seguintes foram de pressão dos paraguaios. Weverton apareceu bem em dois lances, salvou o time e também Felipe Melo. No fim, inflamado pela vibração da torcida, Deyverson provocou Cáceres e os dois acabaram expulsos.

Ao término do jogo, Dudu saiu em defesa de Felipe Melo. “Essas coisas acontecem. Mas jogamos por ele e conquistamos a classificação”, comentou. “Fez falta, com certeza. Ainda mais um jogador como ele. Mas mantivemos a tranquilidade para segurar o Cerro Porteño”, completou Bruno Henrique.
 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados