Fechar
Publicidade

Domingo, 18 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

BC vende 13.850 contratos de swap e anuncia nova intervenção no dólar



30/08/2018 | 14:16


Em meio à alta firme do dólar ante o real, o Banco Central decidiu atuar no mercado de câmbio. A instituição ofertou 30.000 contratos de swap cambial em leilão (US$ 1,5 bilhão). Deste total, a instituição vendeu 13.850 contratos (US$ 692,5 milhões). Este é o primeiro leilão de swap cambial que representa injeção de recursos novos no sistema desde 22 de junho.

Como não houve colocação integral, a instituição fez nova oferta, desta vez de 16.150 contratos (US$ 807,5 milhões). Com a segunda oferta, o BC completa a tranche inicial de 30.000 contratos.

Na primeira operação, das 13h20 às 13h30, o BC vendeu 4.400 contratos (US$ 220,0 milhões) para 1º de novembro de 2018, com taxas nominal de 3,7272% e linear de 3,645%. O PU mínimo ficou em 99,376200 e não houve porcentual de corte.

Para 1º de abril de 2019, foram negociados 9.450 contratos, no valor de US$ 472,5 milhões, com taxas nominal de 4,0310% e linear de 4,000%. O PU mínimo ficou em 97,688000 e não houve porcentual de corte.

O BC afirmou, por meio de nota, que suas intervenções visam "prover liquidez e garantir o bom funcionamento do mercado cambial e, portanto, do regime de câmbio flutuante".

"O regime de câmbio flutuante é a primeira linha de defesa. Os instrumentos cambiais utilizados pelo BC permitem que o regime de câmbio flutuante possa amortecer os choques da melhor forma", disse o BC na nota. "A intensidade e a frequência das intervenções dependerão da dinâmica e das disfuncionalidades observadas no mercado."

A instituição reiterou ainda que "sua atuação no mercado cambial é separada de sua política monetária, não havendo, portanto, relação mecânica entre a política monetária e os choques recentes".



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;