Fechar
Publicidade

Domingo, 23 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Sem filtro: candidato a deputado federal, Batoré faz acusações nas redes sociais

Claudinei Plaza 07/8/18 Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

do Diário OnLine

29/08/2018 | 12:39


Na corrida por uma vaga a deputado federal, o humorista Ivann Gomes (PTB), assumiu postura crítica desde o começo da sua campanha. Após dois mandatos como vereador, Batoré aproveita as entrevistas e as redes sociais para disparar, especialmente, contra a classe política. Ele não economiza nos xingamentos e nas opiniões ácidas em seus ''''ao vivos''. Nesta quarta-feira, fez questão de falar sobre candidato ao Planalto pelo PSDB, Geraldo Alckmin. “Além de perder a eleição, para mim você perdeu a dignidade. Tinha respeito por ser médico, um cara família, corajoso, religioso. Mas você deixou bem claro que faz qualquer coisa pelo poder”, disse. Chamou o candidato a presidente Guilherme Boulos (PSOL) de terrorista, disse que o PT acabou e afirnou que Henrique Meirelles (MDB) é “gênio”, mas disse que o alemão Adolf Hitler também era. Para ele, os eleitores são massa de manobra e que não devem vestir camisa de partidos. “Nós todos somos brasileiros.”

Durante a transmissão, reafirmou seu voto em Jair Bolsonaro (PSL) e comentou a participação do candidato ontem, no Jornal Nacional da Rede Globo. “O jornal perdeu a chance de fazer outras perguntas e quis ridicalizar um candidato a presidente da República que estava sozinho. Isso o faz crescer mais.” Para Batoré, Bolsonaro é o único que vai garantir o mínimo de segurança para as pessoas. “Ele é militar e o País precisa de disciplina. ''Renatinha'' – se referindo à apresentadora Renata Vasconcellos, a quem classificou de excelente jornalista, mas que, segundo ele, não tem a mesma história de William Bonner para ganhar salário igual a ele - educação militar é perfeita. Além dos seus filhos terem ensinamento de alto nível, vão aprender a respeitar gente.” Ainda sobre Bolsonaro, disse: “Prefiro acreditar em um louco que é pai, religioso do que em bandido.”

Mais do que política, também abordou assuntos gerais. Em vários momentos, falou sobre os LGBTs. “Se perguntar para mim se eu gosto e concordo com os homossexuais, eu digo que não. Mas respeito. Só porque não concordo sou homofóbico?”, questionou. Ele também falou que é contra a Parada Gay. “Porque tem que ir na (Avenida) Paulista mostrar que é viado? Então vamos fazer a Parada Hétero e sair com o p... de fora.” O candidato também deixou claro ser contra a descriminalização do aborto, a liberação das drogas e o foro privilegiado. Ele falou sobre cotas para negros. “Deixem ser imbecis, é tudo gente. Não me venha a minoria que se vitimiza, achar que tem mais direito do que nós. São direitos iguais. Por que não temos o Dia da Consciência Branca também? Consciência não tem cor.” Antes de terminar, deixou recado para quem ''o odeia''. “Sei que talvez eu não preste, que não valha nada. Mas com todos os meus defeitos, ainda sou melhor do que você. Não quero ganhar a eleição porque sou artista, mas porque acho que posso agregar.”



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;