Fechar
Publicidade

Sábado, 22 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Executiva Nacional do PT vai ao CNMP contra promotor de ação sobre Haddad



28/08/2018 | 14:20


A Executiva Nacional do PT divulgou uma nota no início da tarde desta terça-feira, 28, na qual afirma que vai apresentar uma representação ao Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) contra o responsável pela ação que pede a condenação do ex-prefeito Fernando Haddad, candidato a vice-presidente na chapa do ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva, por enriquecimento ilícito.

Na nota a cúpula petista diz que setores do Ministério Público do Estado de São Paulo (MPSP) são "politicamente comprometidos" com o PSDB, partido que governa o Estado desde 1995.

De acordo com o partido, a ação na qual Haddad é acusado de ter "pleno domínio" sobre o suposto de pagamento de uma dívida de R$ 2,6 milhões de sua campanha pela UTC, empreiteira investigada pela Lava Jato, e pede entre outras coisas a suspensão dos direitos políticos do ex-prefeito é "tão falsa, irresponsável e facciosa quanto as que foram apresentadas por outros membros do MPSP contra o presidente Lula - e que mesmo provocando uma onda de publicidade negativa acabaram rejeitadas pela Justiça."

Candidato a vice, Haddad é o mais cotado para substituir Lula, caso a Justiça Eleitoral aceite um dos 16 pedidos de impugnação da candidatura do petista à Presidência da República.

Segundo o PT, a ação do MPSP contra Haddad é mais uma tentativa dos setores "sem voto" da sociedade de apelar para o "tapetão judicial" com "acusações sem prova' com o objetivo de impedir que o partido vença a quinta eleição presidencial consecutiva.

A íntegra da nota do PT pode ser conferida abaixo.

"Incapazes de convencer pelas propostas e de vencer através do voto, os adversários da chapa Lula-Haddad e do povo brasileiro apelam mais uma vez para o tapetão judicial, com acusações sem provas para fazer escândalo na mídia.

O último ataque do Ministério Público de São Paulo ao vice Fernando Haddad é mais uma prova de que setores da instituição são politicamente comprometidos com o PSDB, partido que sustenta o governo golpista de Temer e que vem de quatro derrotas seguidas nas urnas.

A denúncia apresentada ontem (27) contra o ex-prefeito é tão falsa, irresponsável e facciosa quanto as que foram apresentadas por outros membros do MPSP contra o presidente Lula - e que mesmo provocando uma onda de publicidade negativa acabaram rejeitadas pela Justiça.

Além de defender a inocência do nosso candidato a vice-presidente, falsamente acusado em plena campanha eleitoral, o Partido dos Trabalhadores vai apresentar mais uma representação ao Conselho Nacional do Ministério Público para responsabilizar a ação partidária e política de membro do MPSP.

Este é o método dos que pretendem chegar ao poder sem ter voto: manipular setores dos sistema judicial, com a cumplicidade da imprensa, para tentar impedir que os candidatos do povo se apresentem nas eleições. Já esperávamos por esse tipo de manobra, principalmente depois das últimas pesquisas que mostram a possibilidade de Lula vencer no primeiro turno.

Não bastaram a prisão injusta do Lula, a exclusão de debates e do noticiário, o rol de julgamentos e medidas de exceção contra Lula para tentar tirá-lo das eleições. A ação do MPSP é complemento do golpe contra o povo brasileiro. Querem privá-lo dos meios democráticos para mudar a situação. Querem perpetuar o desemprego e a perda de direitos, querem elevar ao máximo os lucros extraordinários e os privilégios. Querem roubar a esperança do povo.

Contra toda fraude judicial, contra a mentira da imprensa golpista, contra a retirada dos direitos, nosso povo reage bravamente e declara voto em Lula e Haddad em escala crescente que assombra os poderosos.

Está chegando a hora da virada! Lutamos sempre em condições duras e desfavoráveis, como é a luta do povo contra o sistema de poder dos ricos. Quanto maior o desespero dos poderosos, maior a certeza que estamos no caminho da Justiça e da democracia.

Venceremos!

Comissão Executiva Nacional do Partido dos Trabalhadores"



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;