Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 19 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

No C1 500m, Isaquias Queiroz e Erlon Souza ganham título mundial em Portugal

COB/Agência Brasil Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Dupla brasileira ganhou a medalha de ouro no Campeonato Mundial de Canoagem, em Portugal



26/08/2018 | 09:28


A dupla brasileira Isaquias Queiroz e Erlon de Souza ganhou a medalha de ouro, neste domingo, na prova C2 500m do Campeonato Mundial de Canoagem, nesta edição de 2018 sediada em Montemor-o-Velho, em Portugal.

Esse foi o quarto título mundial de Isaquias na carreira e a décima medalha. Nesta edição em Portugal, o brasileiro já havia sido ouro no C1 500m, na sexta-feira, e bronze no C1 1000m, no sábado.

"Queria agradecer o professor Jesus Morlán e dizer que, no ano que vem, a gente vai brocar no C2 1000m", disse Isaquias após a prova, prometendo vitória em outra categoria na próxima edição do Mundial - provas de 500 metros não fazem parte do programa olímpico, por isso o projeto é focar em classes que estarão em disputa na Olimpíada de Tóquia, em 2020

"Estou feliz, fiz um ótimo trabalho. A gente não tinha treinado essa prova, mas largamos bem", concluiu Isaquias, três vezes medalhista na Olimpíada de 2016, no Rio - duas de parta e uma de bronze. O título foi o primeiro de Erlon de Souza em Campeonatos Mundiais.

"É uma prova que a gente não treinou. A gente sabia que éramos capazes. Infelizmente, não deu para pegar a final do C2 1000m, mas estou muito feliz", disse Erlon. Os brasileiros terminaram a prova com o tempo de 1min40s043.

A marca da dupla brasileira foi 1s547 melhor do que a da dupla medalhista de prata, da Rússia (Melantev/Chebotar). Em terceiro lugar ficou o conjunto de Polônia (Sliwinski/Lubniewski), 01s744 mais lento do que os campeões.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados