Fechar
Publicidade

Domingo, 23 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Fahel Júnior é demitido do XV depois de tentar agredir jornalista

Arquivo/Diário do Grande ABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Ex-treinador do Santo André parte para cima de Leonardo Moniz, do Jornal de Piracicaba


Dérek Bittencourt
Do Diário do Grande ABC

25/08/2018 | 07:00


Ex-técnico de Santo André, São Caetano e Água Santa, Fahel Júnior se envolveu em confusão com o jornalista Leonardo Moniz, do Jornal de Piracicaba e do site Líder Esportes na quinta-feira, o que resultou em demissão do XV de Piracicaba. Ambos estavam – separados – em bar da cidade quando o treinador foi até o repórter tirar satisfações sobre coluna escrita, ofendeu-o, ameaçou-o e, na sequência, tentou agredi-lo.

“O Fahel não tinha se comportado de maneira agressiva comigo em nenhuma outra oportunidade. Não sou setorista do clube, sou editor. Mas nem o setorista nem outro representante da imprensa foi maltratado ou teve qualquer problema com ele. Nas últimas semanas estava mais irritado, sim, porque vinha sofrendo pressão. Então talvez tenha condicionado o comportamento dele. Suspeito que tenha sido por causa de uma coluna que escrevi e ele não gostou, mas não faz sentido a reação dele. Quero deixar claro que não tenho nada contra o Fahel. O respeito muito como profissional. Ainda não entendi e não consigo explicar sua atitude. Gostaria de um dia ter a oportunidade de conversar com ele para dizer o que o motivou a cometer aquilo”, disse Moniz, que ganhou as solidariedades do XV de Piracicaba e da classe jornalística.

Procurado, Fahel Júnior não respondeu às mensagens da equipe do Diário. Segundo Moniz, o treinador enviou-lhe um comunicado via Aceisp (Associação de Cronistas Esportivos do Interior de São Paulo) “dizendo que errou e pedindo desculpas”, contou o jornalista.

A APJ (Associação Paulista de Jornais) – da qual o Diário faz parte – emitiu nota lamentando e protestando contra os acontecimentos.

OUTROS CASOS

Em 2000, caso envolvendo repórter Nelson Cilo, do Diário, ganhou repercussão nacional após ele e o então técnico do São Caetano Jair Picerni discutirem e trocarem socos depois de treino do Azulão. Já em 2015, o ex-meia Michael, então no Santo André, agrediu o fotógrafo do Diário, Claudinei Plaza, após jogo no Bruno Daniel. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;